18maio/190

Política: Edberg fala sobre a possível ida de Iolando para Secretaria da pessoa com deficiência

Edberg Lopes

Não se usa mais o termo "PNE". Terminologia: Nunca diga e nem se escrever PNE. (Pessoas com Necessidades Especiais). Diga e escreva Pessoa Com Deficiência". O termo deficiência não é um tipo de ofensa, é apenas uma característica da pessoa, sendo correto a ser utilizado: Pessoa Com Deficiência.

Hoje, no DF. Temos cerca de 574.275 mil PCD. Sendo que dessa quando, a maioria são PCDs, com deficiência visual. E em Brazlândia, temos cerca de 22 mil PCDs, com todos tipos de deficiência. Eu estou falando dessas quantidades, porque na época que eu fui o Presidente do PR-INCLUSÃO-DF, eu tive que fazer esse estudo para fazer o plano de governo juntamente com o Dr. Frejat. E como todos sabem, fui coordenador da inclusão do ex Dep. Bispo Renato. Toda quarta feira eu atendia esse público no gabinete dele.

Realmente, com essa quantidade podemos sim eleger um senador. Porém, nesse mundo das pessoas com deficiência, não existe união. E claro, elas acordaram. Infelizmente, só somos lembrados em 4 e 4 anos. Para o Dep. Iolando, na minha opinião. Se ele assumir a secretaria da pessoa com deficiência, ele vai ter mais visibilidade nesse meio. Porque, ele vai estar trabalhando para o público que ele se diz lutar. Essa Secretaria é um sonho para nós, PCD. Porque, através dessa secretária ficará mais fácil construir acessos. Acessos, na saúde, educação, transporte público, mercado de trabalho, esporte, lazer, segurança e acessibilidade em todos aspectos. Caso, ele assuma com certeza ele entrará para a história do DF. Vai ser o primeiro secretário dessa pasta. Como o Benício Tavares foi e ele lembrado até hoje por ter se tornado o primeiro parlamentar cadeirante e pelas suas leis que a maioria delas viraram federais.

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn