9mar/190

Política: Distrital Iolando Almeida é o primeiro a usar a inclusão digital para deficientes visuais

#PraCegoVer passou a ser usada nas redes sociais do distrital, com isso os deficientes visuais terão acesso a sua atuação parlamentar

O distrital da cidade de Brazlândia, Iolando Almeida, parece que não veio para passar desapercebido no parlamento do DF.

Demonstrando compromisso com o grupo dos deficientes do DF, o parlamentar decidiu que ate mesmo os deficientes visuais irão saber em tempo real as suas atividades políticas em seu dia a dia.

Preocupado em prestar contas com Brasília, sem discriminar esse ou aquele grupo, Iolando Almeida vem usando em suas redes sociais o #PraCegoVer.

A proposta visa fazer valer o Artigo 63, que trata da obrigatoriedade de acessibilidade nos sítios da internet de órgãos do governo. Em resumo, trazer para o seu mandato e para todos os interessados em sua atuação a Lei Brasileira de Inclusão (LBI/Lei n°13146/2015).

Com a proposta do Distrital os deficientes visuais podem saber o que ele estará fazendo pelo os próximos quatro anos.

Como os deficientes visuais conseguem ler as descrições de imagem?

Atualmente, milhares de pessoas com deficiência visual usam o Facebook com auxílio de programas de leitores de tela, capazes de transformar em voz o conteúdo dos sites. Contudo, as imagens necessitam ser descritas, para que os leitores consigam transmiti-las às pessoas com deficiência visual.

Desinformados atacam distrital

Em uma clara demonstração de desinformação misturada com maldade, pessoas entraram nas matérias publicadas pelo o parlamentar em suas redes sociais para fazer chacota da #PraCegoVer, tentando insinuar desrespeito por parte do parlamentar aos deficientes visuais.

Esperamos que os maldosos de plantão procurem se informarem. Afinal, a crítica precisa vir com contundência e responsabilidade.

Uma oposição cega. Com o #PraCegoVer pode ser que leiam a Lei

 

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn