23jan/210

Fiasco: Fracassam em todo o Brasil carreatas convocadas por Psol e PT,  pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro

Convocadas por Psol e PT, carreatas pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro fracassam em todo Brasil

Convocadas pelo PT, Psol e movimentos de extrema-esquerda para este sábado (23), as carreatas que pediam o impeachment do presidente Jair Bolsonaro foram um verdadeiro fracasso em várias cidades do Brasil.

Em São Paulo, os organizadores tentaram utilizar a imagem do candidato derrotado Guilherme Boulos (Psol) para alavancar algum apoio. No entanto, a adesão ao movimento foi muito menor do que os organizadores esperavam. Resultado: Boulos berrava ao microfone para um punhado de gatos-pingados molhados pela chuva.

" alt="" aria-hidden="true" />

O fracasso da carreata paulista não pode ser justificado pelas fortes chuvas que caem em São Paulo nas últimas semanas. As inúmeras bandeiras do PT e o figurino com camisas vermelhas ostentadas pelos manifestantes denunciaram o viés esquerdista dos organizadores, adeptos ao “quanto pior, melhor”. É um movimento da esquerda para a esquerda, não tem povo, não tem massa, não tem nenhuma novidade. E todo esse vermelho que lembra o governo corrupto do PT e seus líderes causa repulsa no cidadão comum.

O cenário foi o mesmo em outras cidades. A imagem de manifestantes em Castanhal-PA viralizou, virando piada nas redes sociais. “Uma mega manifestação com oito pessoas e um bebê de colo!”, ironizou um internauta ao compartilhar a imagem.

" alt="" aria-hidden="true" />

Outro ponto a ser considerado é que, ao convocar carreatas, os organizadores distorcem a verdadeira dimensão do movimento, já que uma fila com 1 km de carros pode ter somente algumas dezenas de pessoas, a depender do trecho, da disposição e distanciamento que tais veículos trafegam. Nas imagens compartilhadas nas redes sociais por participantes das carreatas era possível constatar que vários veículos trafegavam com vários metros de distância uns dos outros, muitos ocupados apenas pelos seus motoristas.

No Distrito Federal, a Polícia Militar contabilizou 500 veículos, mesmo número de Belém do Pará. Já no Rio de Janeiro, a estimativa é de que apenas 100 veículos participaram. No Recife e no estado de São Paulo, os números não foram muito diferentes, evidenciando a baixa adesão popular.

As carreatas foram convocadas pelos partidos PT, PSOL, Rede, PDT, PCdoB, PV, PSB, Cidadania e PCB. Também contou com a adesão de movimentos de extrema-esquerda como Frente Povo Sem Medo, a Frente Brasil Popular, o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Estadual dos Estudantes de São Paulo (UEE-SP).

Internet

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn