11dez/180

Distritais da CCJ aprovam Luos com emendas que beneficiam igrejas

Adendos ao projeto de lei flexibilizam a instalação de templos religiosos no DF. Projeto deve ser votado em plenário ainda nesta terça (11)

Suzano Almeida/Metrópoles

Em meio a confusão, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Legislativa aprovou, na tarde desta terça-feira (11/12), o projeto de Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos). A deputada distrital Sandra Faraj (PR) insistiu na aprovação de emendas que permitem a instalação de escritórios de advocacia em áreas residenciais do Plano Piloto e também de igrejas.

Sandra disse que estava defendendo as propostas relacionadas às igrejas não porque ela é pastora evangélica, mas porque essas entidades fazem “trabalhos sociais”.

“Eu não estou desprestigiando o trabalho técnico da Casa, mas não podemos excluir as igrejas”, defendeu a parlamentar.

A deputada se referia ao fato de servidores do corpo técnico da CLDF que trabalham no projeto da Luos terem desaconselhado a inserção das emendas no texto.

O texto da Luos deve ser analisado em plenário ainda na tarde desta terça (11). Metropoles.

 

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn