11dez/180

Brazlândia: “Operação de guerra” para não perder na lista tríplice

Distrital Iolando Almeida movimentou para não passar vergonha em lista tríplice para administrador 

A briga no referendo popular para administrador regional na cidade de Brazlândia, foi marcado por uma verdadeira "operação desespero" por parte de um grupo politico da região.

O distrital Iolando Almeida que não queria o nome do Coronel  Jesiel para o comando da cidade, se viu obrigado a se movimentar para não passar vergonha e assim ter alguém ligado a ele na lista tríplice da eleição popular.

Faltou até gasolina

O distrital determinou uma força tarefa a seu grupo politico na noite de sábado e a orientação era que movimentassem o máximo para levar gente e garantir o nome de Jesiel na cabeça da lista triplece;" Claro que tínhamos que mostrar nossa força e ganhar essa eleição. Se não fossemos o primeiro seria uma vergonha", declarou um aliado de Iolando Almeida que teve como missão o transporte de moradores no dia da eleição.

Depois de tudo isso. Teve carro que faltou gasolina para transportar gente.

 

 

fonte: Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn