15ago/190

Bolsonaro manda suspender uso de radares nas rodovias federais

Ordem valerá até que governo avalie as normas sobre fiscalização eletrônica de velocidade

O presidente Jair Bolsonaro determinou ao Ministério da Justiça, por meio de despachos publicados nesta quinta-feira (15), no Diário Oficial da União, a suspensão do uso de radares “estáticos (usados em veículos ou sobre tripé), móveis e portáteis” até que o Ministério da Infraestrutura “conclua a reavaliação da regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade em vias públicas”.

De acordo com o documento, a medida tem por objetivo “evitar o desvirtuamento do caráter pedagógico e a utilização meramente arrecadatória dos instrumentos e equipamentos medidores de velocidade”.

Bolsonaro tem dito que os radares eletrônicos servem à “roubalheira” contra os cidadãos. Afirmou também que em Brasília, por exemplo, é quase impossível trafegar nas ruas de Brasília sem ser multado.

O despacho do presidente pede também que o ministério “proceda à revisão dos atos normativos internos que dispõem sobre a atividade de fiscalização eletrônica de velocidade em rodovias e estradas federais pela Polícia Rodoviária Federal.

Ao deixar o Palácio da Alvorada, nesta manhã, Bolsonaro destacou que os radares fixos, aqueles instalados em postes ao lado das rodovias, não entram nessa suspensão, pois o governo tem contratos com empresas que operam esses equipamentos. “Não vamos alterar contratos”, disse. O presidente já afirmou, entretanto, que a intenção é, ao fim do prazo, não renovar esses contratos.

diariodopoder

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn