26abr/160

Politica: ” Já mandei seu nome, está com o governador “

Adeilton Braz - Líder na cidade de Brazlândia

Adeilton Braz - Líder na cidade de Brazlândia

O servidor da área da segurança pública, Adeilton Braz, deverá anunciar muito em breve seu rompimento que o distrital que ele apoiou no último processo eleitoral.

Os motivos são dos mais diversos, um deles vem sendo a velha frase proferida por uma figura politica da região que não cansa de dizer para Braz sobre sua possível indicação para a chefia de gabinete da administração de Brazlândia;" Já mandei seu nome, está com o governador. A caneta é dele", tem dito o figurão sobre a tão esperada nomeação.

O gbu já descobriu nessa terça- feira (26) que o nome de Adeilton Braz não apareceu para apreciação do chefe do executivo até o momento. Mas talvez depois dessa matéria a coisa possa acontecer de fato. Será se vai acontecer mesmo?

fonte: Redação

26abr/160

Lula alerta que impeachment é articulado por uma “quadrilha legislativa”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje (25) que o processo de impeachmentcontra a presidenta Dilma Rousseff está sendo conduzido por uma “quadrilha legislativa”. Lula participa de encontro promovido pela Aliança Progressista, uma rede internacional de partidos e organizações de esquerda. Com a voz rouca, o discurso do ex-presidente foi lido pelo diretor do Instituto Lula, Luiz Dulci.“Uma aliança oportunista entre a grande imprensa, os partidos de oposição e uma verdadeira quadrilha legislativa, que implantou a agenda do caos”, disse Lula em discurso lido por Dulci. Do lado de fora do hotel onde ocorre o seminário, manifestantes favoráveis aoimpeachment trocam provocações com grupos que apoiam o governo.

Após Dulci ter lido o discurso, o ex-presidente falou alguns minutos de improviso.  Segundo Lula, os deputados federais não analisaram com equilíbrio os argumentos sobre o impedimento da presidenta, e resolveu pela abertura do processo de forma sumária. “Ali não houve uma mínima análise de argumentos e provas. Houve um pelotão de fuzilamento, comandado pelo que há de mais repugnante no universo político”, criticou o ex-presidente.

“Essa operação foi comandada pelo presidente da Câmara dos Deputados, réu em dois processos por corrupção, investigado em quatro inquéritos e apanhado em flagrante ao mentir sobre suas contas secretas na Suíça”, disse em referência a Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que, de acordo com Lula, aceitou a tramitação do processo de impeachment como vingança. “Quando os deputados do PT se recusaram a acobertá-lo no Conselho de Ética, o presidente da Câmara abriu o procedimento do impeachment”.

Uma das razões da ação para a saída de Dilma é, segundo Lula, abafar as investigações e o combate à corrupção no país. “Os golpistas querem voltar ao poder para controlar, justamente a polícia. Intimidar o Ministério Público e a Justiça, como fizeram no passado. Para restabelecer o reino da impunidade que sempre os preservou”.

O agravamento da crise política, que criou o cenário propício ao impedimento da presidenta, foi uma estratégia dos opositores ao governo, disse o ex-presidente. “Enquanto o governo se esforçava para equilibrar as contas públicas, cortando na própria carne, a oposição trabalhava para agravar a crise. Foram 18 meses de sabotagem no Legislativo, com a cumplicidade dos grandes meios de comunicação, que difundem o pessimismo e a incerteza 24h por dia”, disse.

Falando de improviso, o ex-presidente comparou o processo atual contra Dilma ao golpe que instaurou a ditadura militar no país. “Tirar a Dilma do jeito que eles querem tirar é a maior ilegalidade desde a revolução de 1964, no golpe militar”, comparou.

Os argumentos usados atualmente são, de acordo com Lula, semelhantes aos proferidos para derrubar governos e instaurar os regimes nazista e fascista na Alemanha e na Itália, respectivamente, na primeira metade do século 20. “O argumento é sempre o mesmo: acabar com a corrupção. Foi assim que Hitler cresceu, foi assim que Mussolini cresceu, é assim que a direita cresce em todos os países da América Latina”.

Para Lula, internacionalmente há o agravamento de crises políticas e econômicas, que afetam, em especial, os países latino-americanos. “Depois da crise de 1929, nunca tivemos uma situação como essa. Nós temos o mundo rico fracassado, o Brics [Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul] vivendo problemas sérios e a América Latina retrocedendo, não apenas do ponto de vista econômico, a do ponto de vista da democracia”.

Presidente do PT

No mesmo evento, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, disse que o vice-presidente Michel Temer prepara plano contra os direitos civis e sociais, caso assuma a Presidência da República. “Traidor de sua colega de chapa, contra a qual conspira abertamente, Temer já anunciou um programa antipopular, de supressão de direitos civis e sociais, de privatizações e de entrega do patrimônio nacional a grupos estrangeiros”, disse em discurso no seminário.

O presidente do PT voltou a dizer que não existem os indícios necessários para que Dilma Rousseff seja processada por crime de responsabilidade. “Ocorre que a lei maior brasileira exige, para que o impedimento se processe, a existência de crime de responsabilidade cometido pela presidenta. Como todos sabem, porém, a presidenta Dilma não cometeu crime algum. Não pesa contra ela qualquer denúncia de corrupção ou de recebimento de propina”, acrescentou.

Fonte: estaçãodanoticia

26abr/160

Novos contratos para vigilantes no DF

Governo de Brasília vai contratar 7,4 mil vigilantes

Divulgação

Divulgação

Trabalhadores serão distribuídos em mais de 800 endereços de órgãos públicos de Brasília. Licitação está marcada para 17 de maio

O governo de Brasília licitará 3.705 postos de vigilância, por meio de pregão marcado para 17 de maio. Serão contratados 7.410 trabalhadores para fazer a segurança do patrimônio do Estado. O aviso de abertura do certame foi publicado no Diário Oficial do DF desta terça-feira (26). O valor anual está estimado em R$ 555.725.262,24.

Do total de postos, 2.381 atenderão a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão e outros 64 órgãos do governo. A Secretaria de Saúde, que está sem contrato, passará a contar com 1.324. Os vigilantes ficarão distribuídos em mais de 800 endereços em todo o Distrito Federal.

A contratação ocorrerá por meio de registro de ata de preço, uma forma de centralização de compras governamentais. Entre outras vantagens, a modalidade possibilita ganho em escala, padronização, transparência e celeridade às licitações para adquirir bens e serviços.

Por se tratar de uma licitação de alto valor, em 23 de fevereiro, a Subsecretaria de Compras Governamentais (antiga Subsecretaria de Licitações), da pasta de Planejamento, promoveu audiência pública para debater o edital. As respostas para as ponderações apresentadas pelos participantes durante o encontro foram publicadas no site e-Compras. A discussão prévia teve o objetivo de minimizar os riscos que uma aquisição deste porte pode ocasionar, como a judicialização do contrato e a realização de contratos emergenciais pelos setores que necessitam dos serviços.

Regras da modalidade
Pelo sistema de registro de preços, o governo promove um pregão para cadastrar fornecedores em potencial. São firmadas atas de registro de preços, em que se especificam o bem, o preço e a quantidade disponível, entre outras informações.

O vencedor da licitação fica obrigado a manter o preço registrado — por um prazo acordado —, e as retiradas são feitas de acordo com a necessidade dos órgãos públicos. Ou seja, não há obrigação de compra por parte do governo.

A contratação se dá somente quando for mais conveniente aos órgãos e às entidades integrantes da ata. Assim, não necessariamente será gasto o valor total previsto na ata, mas ela considera o cenário mais amplo. Os contratos podem valer por cinco anos; e a demanda, aumentar ou diminuir nesse período. As informações são da “Agência Brasília”.

26abr/160

Advogado diz que Gim Argello ficou em silêncio no depoimento à PF

Ex-senador foi interrogado pela primeira vez nesta segunda-feira (25).TRF4 negou pedido de habeas corpus feito pela defesa de Argello

 Do G1 PR
Depois de ser preso na 28ª fase da Lava Jato, Gim Argello fez exames no IML (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)

Gim Argello foi preso na 28ª fase da Operação Lava Jato (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)

O ex-senador Gim Argello (PTB-DF) ficou em silêncio no interrogatório a que foi submetido pela Polícia Federal (PF) nesta segunda-feira (25), em Curitiba. O advogado Marcelo Bessa, que acompanhou a oitiva, afirmou que Argello optou por não responder aos questionamentos que seriam feitos, e que não adiantaria a estratégia da defesa.

Este foi o primeiro depoimento de Argello à PF desde que foi preso preventivamente, no dia 12 de abril, na 28ª e mais recente fase da Operação Lava Jato. Ele segue preso por tempo indeterminado na Superitendência da PF em Curitiba, uma vez que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou liminarmente habeas corpus impetrado pela defesa do ex-senador.

A 28ª fase, deflagrada em 12 de abril e batizada de "Vitória de Pirro", investiga a cobrança de propinas para evitar a convocação de empreiteiros em Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) sobre a Petrobras, entre 2014 e 2015.

Gim, à época, era membro da CPI no Senado e vice-presidente da Comissão Parlamentar Mista (CPMI), da Câmara e do Senado. Ele foi senador entre 2007 e 2015. O nome da operação significa uma vitória obtida a alto custo.

Conforme os investigadores, o nome de Gim Argello apareceu nas delações do senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) e do dono da UTC, Ricardo Pessoa.

O Ministério Público Federal (MPF) diz que há evidências de que o ex-senador pediu R$ 5 milhões em propina para a empreiteira UTC Engenharia e R$ 350 mil para a OAS. As duas empresas são investigadas na Lava Jato.

Os recursos foram enviados a partidos indicados por Gim – DEM, PR, PMN e PRTB – na forma de doações de campanha. O procurador Carlos Lima afirmou que o esquema de travestir propinas em forma de doações aparentemente legais "já existe e há muito tempo".

Os investigadores dizem ainda que não há indícios de que os partidos beneficiados sabiam das negociações e da origem ilícita dos recursos. As siglas, juntamente com o PTB, formaram em 2014 a coligação "União e Força", pela qual Gim Argello era candidato a novo mandato de senador pelo DF.

Outros presos

Na 28ª fase da operação, também foram presos o assessor de Gim, Paulo Cesar Roxo Ramos, e o ex-secretário-geral da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Valério Neves Campos. Eles tinham papel fundamental no esquema, de acordo com o MPF.

"Ambos atuavam como operadores de Gim Argello na negociação e no recebimento de propinas dissimuladas que foram pagas pela UTC. No caso, os representantes deslocaram-se, por diversas vezes, de Brasília para São Paulo, para fazer reuniões na sede da UTC com o fim de apontar a forma pela qual a propina destinada a Gim deveria ser paga", disseram os procuradores em documento que fundamentou a 28ª fase.

Paulo e Valério foram liberados no dia 15 de abril. Segundo os advogados, ambos afirmaram em seus depoimentos que são inocentes de quaisquer crimes apontados contra eles. Ao decidir liberá-los, Sérgio Moro, juiz responsável pelos processos da Lava Jato em 1ª instância, afirmou que ambos podem voltar a ser ouvidos “em curto prazo".

26abr/160

Politica: a real situação dos atendidos no governo Rollemberg

CAS - Comissão de Assuntos Sociais

O governador Rodrigo Rollemberg anda preocupado com o que vem acertando e não cumprindo com sua base no poder legislativo.

O chefe do executivo decidiu pedir de forma minuciosa o que de fato já foi dado a sua base e aproveitou para ser lembrado das promessas não cumpridas com alguns dos distritais.

O governador não ficou satisfeito com o que recebeu de informações iniciais e não será novidade se Rollemberg chamar pelo menos quatro deputados distritais para uma nova conversa até o final do mês. Que situação hein, governador!

fonte: Redação

25abr/160

Politica: Investigações da operação “Vitória de Pirro” da PF poderá chegar a Brazlândia

SENADOR GIM GESTICULA

A 28ª fase, da operação lava jato deflagrada em 12 de abril e denominada de "Vitória de Pirro", deverá se fazer presente na cidade de Brazlândia.

De acordo investigações e por informações do Ministério Público Federal (MPF) há evidências de que o ex- senador Gim Argelo pediu dinheiro para a empreiteira UTC Engenharia e a OAS.

Os dados da operação dar conta que o ex- senador teria recebido R$ 5 milhões das empreiteiras e os recursos foram enviados na forma de doações de campanha aos partidos; DEM, PR, PMN E PRTB.

Na cidade de Brazlândia já tem gente querendo saber em qual das campanhas entrou os recursos oriundos da possível "ajudinha" sob orientação de Gim Argelo.

A lista de Gim em breve será conhecida e publicada nos grandes meios de comunicação do pais. Então vamos esperar!

fonte: Redação

 

 

25abr/160

Câmara Legislativa deve votar hoje relatório de CPI dos Transportes

A CPI dos Transportes da Câmara Legislativa deve votar o relatório das investigações às 9h30 desta segunda-feira (25), no Distrito Federal. A apresentação do relatório se dá após oitiva de advogados e donos das empresas envolvidas na licitação realizada durante o governo Agnelo Queiroz, em 2011, quando o então secretário de Mobilidade, José Walter Vazquez, já enfrentava suspeitas de irregularidades no processo licitatório.

Para o presidente da comissão, Bispo Renato Andrade (PR), houve omissão por parte do governador Rodrigo Rollemberg e do secretário de Mobilidade, Marcos Dantas, no pagamento de tarifas técnicas para as empresas de ônibus. Segundo o parlamentar outros quatro nomes devem ser incluídos ao relatório para serem investigados. “Pedimos a abertura da auditoria das empresas no final do ano passado, mas infelizmente o GDF ainda não o fez. Esperamos que isso aconteça logo, porque inclusive o próprio secretário de mobilidade pode fazer parte do relatório.”

A comissão investigou supostas irregularidades no transporte público do Distrito Federal. A investigação foi iniciada após o Ministério Público do Distrito Federal pedir à Justiça a suspensão dos contratos com as empresas de ônibus vencedoras da licitação para exploração do transporte público no DF.

Em janeiro deste ano, o Tribunal de Justiça suspendeu a licitação do transporte público na capital por irregularidades no processo ocorrido a partir de 2011 e deu 180 dias para que o governo contrate novas empresas de ônibus. O processo corre na Justiça desde 2013 e envolve o GDF e as empresas Expresso São José, Marechal, HP-Ita Transportes (Urbi), Pioneira e Piracicabana.

A licitação do sistema de transporte coletivo ocorreu na gestão de Vazquez, em 2011, e sempre foi cercada de suspeitas de irregularidade. O certame foi alvo de ações judiciais e de uma CPI na Câmara Legislativa, por suposto direcionamento para favorecer algumas empresas na disputa. (G1)

25abr/160

PLANALTO COMPRA REMÉDIOS PARA TAQUICARDIA, DEPRESSÃO, SEDAÇÃO E ANTI-PSICÓTICO

COMPRA DE REMÉDIOS CONTROLADOS REFORÇA REPORTAGEM DA 'ISTOÉ'

NO INÍCIO DO MÊS, REVISTA REVELOU QUE A EXPLOSIVA TOMA REMÉDIOS CONTROLADOS, TIPO TARJA PRETA. (FOTO: ADRIANO MACHADO/ISTOÉ)

fonte: Diáriodopoder

25abr/160

Politica: E agora Juarezão…?

Divulgação

Divulgação

O grande comentário entre servidores públicos da saúde de Brazlândia vem sendo qual será o posicionamento do distrital Juarezão com relação a possível implantação no sistema de saúde do DF das indesejáveis por parte dos servidores, das Organizações Sociais de Saúde - OSs.

Um servidor do hospital de Brazlândia criou um grupo no Whatsapp e incluiu até o momento 118 membros para tratar de assuntos referentes as OSs e consequentemente como votará Juarezão no momento que o projeto chegar a Câmara Legislativa.

O blogdogbu estará acompanhando o desenrolar desse debate e acompanhará em tempo real as votações no poder legislativo. Então vamos esperar!

24abr/160

Brazlândia: Juarezão sem jeito para falar

Adeilton Braz - Líder na cidade de Brazlândia

Adeilton Braz - Líder na cidade de Brazlândia

O distrital Juarezão anda arrumando um jeito para comunicar ao servidor da segurança pública, Adeilton Braz, que não pretende indica-lo para assumir o posto de chefe de gabinete da administração de Brazlândia.

A desculpa que será utilizada para justificar o "educado não" a Adeilton Braz, ficará por conta do próprio administrador Devanir Gonçalves.

O administrador dirá a Braz que o parlamentar tem um compromisso anterior a solicitação dele e por isso, não será dessa vez que será possível a sua indicação para ocupar o posto de segundo homem mais forte da cidade.

Mas como Juarezão só pretende comunicar a sua decisão depois do feriado do trabalhador, o blogdogbu resolveu antecipar o "não educado".

fonte: Redação

24abr/160

SÍTIO DE ATIBAIA SERÁ PRIMEIRA ACUSAÇÃO A LULA NA LAVA JATO

SÍTIO DE ATIBAIA FARÁ DE EX-PRESIDENTE RÉU NA OPERAÇÃO LAVAJATO

EX-PRESIDENTE LULA FOI O PRINCIPAL ALVO DA 24ª FASE DA LAVA JATO. FOTO: DIDA SAMPAIO/AE

23abr/160

PT E RENAN MANOBRAM PARA ESTOURAR O PRAZO DE JULGAR DILMA

MANOBRAS PROTELATÓRIAS TENTAM ESTOURAR O PRAZO DE 180 DIAS

Diário do Poder

23abr/160

Politica: Abrantes com o comando de Planaltina?

O-ex-diretor-geral-do-Senado-Agaciel-Maia-em-foto-de-arquivo

O governador Rodrigo Rollemberg continua a negociar com sua base aliada de forma mais frequente.

O grande comentário do momento vem sendo o realocamento do grupo de Agaciel Maia para outras direções, enquanto o distrital Claudio Abrantes tende a receber o comando de Planaltina para votar fechado com o buriti.

O blogdogbu tentou falar com o distrital Agaciel Maia, para confirmar sua possível ida para a região do Gama, mas o parlamentar não atendeu o telefonema.

fonte: Redação

23abr/160

Renato Santana volta a comandar Riacho Fundo I

Vice - governador Renato Santana - Divulgação

Vice - governador Renato Santana - Divulgação

O vice- governador Renato Santana foi nomeado mais uma vez para responder interinamente pelo o comando da cidade do Riacho Fundo I.

A mudança veio depois que a ex- administradora Antônia Edileuza solicitou ao GDF a sua saída do cargo de administradora.

Segundo o vice- governador Renato Santana, ele ficará no comando da cidade até que o chefe do executivo defina por um nome que resida na região.

fonte: Redação

23abr/160

POLITICA: ABBP SOB NOVA DIREÇÃO

Com nova presidência, Associação Brasiliense dos Blogueiros de Política retorna suas atividades após falecimento de seu primeiro presidente

Mesa da Posse

A Associação Brasiliense dos Blogueiros de Política (ABBP), entidade que reúne mais de 40 blogs do DF e Entorno, tem novo presidente: é o jornalista e blogueiro Fred Lima, que ocupou os cargos de diretor de Comunicação e Marketing e diretor Vice-Presidente.

Em cerimônia realizada na última terça-feira, às 19h, na Sala de Comissões da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Toni Duarte, diretor-secretário e presidente interino da ABBP, transmitiu o cargo de diretor-presidente ao Fred Lima, conforme determina o Estatuto da instituição. O presidente, amparado pelo art. 23° do mesmo Estatuto, deu posse ao novo diretor Vice-Presidente, Sandro Gianelli, que ocupava o cargo de Diretor de Relações Institucionais. “A Associação passa pela fase de organização e estruturação interna, após a renúncia de seu vice-presidente e logo em seguida o falecimento do diretor-presidente. Estamos ajustando as velas para o barco seguir adiante, como desejava o presidente Chico”, afirmou Fred.

Fred Lima (primeiro à direita) e Sandro Gianelli.

Fred Lima (primeiro à direita) e Sandro Gianelli.

Em um discurso que homenageou o ex-presidente, falecido no dia 22/3, Fred Lima lembrou: “Eu, que fui seu aluno e amigo íntimo, poderia aqui mencionar as qualidades de suas aulas, onde utilizava métodos inovadores de aprendizagem, despertando em cada aluno o interesse pelo curso. Poderia mencionar também o vasto conhecimento político de quem participou ativamente das Diretas Já. No entanto, seus atributos iam além do jornalismo e da política. Chico era um ser humano excepcional, de perfil conciliador”.

Concluindo o seu discurso, o diretor-presidente falou das intenções que tem para a ABBP:

“Minhas cinco metas são:

Primeira: Organização e estruturação interna da Associação.

Segunda: Aumento do número de sócios.

Terceira: Qualificação e capacitação dos blogueiros.

Quarta: Expansão do número de leitores da blogosfera.

Quinta: Intercâmbio com o meio acadêmico”.

O diretor Vice-Presidente, em seu pronunciamento, ressaltou o início da blogosfera no DF, lembrando os nomes antigos que estavam na plateia, como, por exemplo, o famoso blogueiro Donny Silva, que não tinham uma associação para representa-los. “A ABBP veio unir, representar e defender os blogs que há uns 5 anos estavam dispersos, cada um fazendo o seu trabalho. Não havia essa união que estamos vendo agora”, concluiu Gianelli.

Com vários sócios e autoridades presentes, a cerimônia foi apresentada pelo jornalista Ricardo Noronha, muito conhecido no DF e Goiás pelo seu programa Ricardo Noronha Show.

A mesa foi composta pelo primeiro secretário da Câmara Legislativa, deputado Raimundo Ribeiro; pela autora da Lei dos 10% e do Dia do Blogueiro, deputada Luzia de Paula; pelo senador Hélio José; pela secretária de Comunicação Social do Governo de Brasília, Vera Canfran; pelo diretor-presidente do Transporte Colectivos de Brasília, Manoel Alexandre; e pelo presidente da Associação Comercial do Distrito Federal, Cleber Pires.

O presidente do Tribunal de Contas do DF, Renato Rainha, não pôde compor a mesa por causa de sua agenda, mas fez questão de comparecer à cerimônia e desejar votos de boa gestão ao presidente e ao vice da ABBP.

Em suas falas, os membros da mesa ressaltaram a importância dos blogs para a Capital Federal e o Entorno, lembrando que a Nova Mídia preenche um espaço que era ocupado antes somente pela imprensa convencional.

Além dos associados e amigos da Associação, a cerimônia contou também com a presença de outras autoridades e seus representantes: o deputado distrital, Chico Vigilante; o administrador de Sobradinho II, Estevão Reis; o subsecretário de Movimentos Sociais e Participação Política do Governo de Brasília, Acilino Ribeiro; o chefe da Comunicação Social da Secretária de Saúde, representando o secretário, Rudolfo Lago; o vereador de Valparaíso, Dr. Marcus Vinicius; e o presidente da PFC Internacional, Paulo França.

O evento teve cobertura do ICESP TV, da Rede Gênesis (canal 30), transmitido aos sábados, a partir das 12h, e do programa Tendências e Negócios, da TV Brasília (canal 6), transmitido aos domingos, a partir das 13h30.

Da Redação do Portal ABBP