7fev/190

Política: Distrital Iolando Almeida, cadê a inclusão?

A política vem sendo marcada em Brazlândia de forma negativa, exatamente pela a falta de iniciativa de seus representantes.

Considerada uma cidade politizada ao eleger quatro deputados distritais ao longo dos vinte anos, a cidade de Brazlândia se ver em mais um dilema.

O atual deputado distrital da região, Iolando Almeida, foi eleito com a bandeira da pessoa com deficiência, mas ao assumir o cargo o nobre parlamentar parece que esqueceu seu compromisso com essa parcela importante da sociedade.

Com capacidade de indicar ate 23 assessores em seu gabinete e mais alguns na estrutura da primeira secretaria a qual é o titular, Iolando Almeida, não nomeou nenhuma pessoa com deficiência até o momento.

O blogdogbu levantou alguns dados para auxiliar o distrital Iolando Almeida, com relação alguns parlamentares a nível nacional que ganharam a eleição e definiram por priorizar a pessoa com deficiência.

Senadora Mara Gabrielli (PSDB/SP)

A Senadora Mara Gabrilli, ao assumir o mandato já tem em seu gabinete, assessores com necessidades especiais.

Senador Paulo Paim (PT/RS)

Senador Paulo Paim ( PT/RS), conhecido por defender a causa do deficiente, sempre teve em seu quadro de assessores, pessoas com deficiência.

Flávio Arns (Rede)

Senador Flávio Arns (Rede), o parlamentar tem como chefe de gabinete uma pessoa com deficiência.

Dep. Federal Felipe Rigoni (PSB/ES)

Felipe Rigoni ( PSB/ ES) é o primeiro deputado federal cego do Brasil. O parlamentar tem também em seu gabinete pessoas com deficiência.

O deficiente visual Valdevi Marrero foi convidado a compor o gabinete do parlamentar do Espirito Santo , mas optou ficar em Brazlândia e deu no que deu.

Fica a dica para o nobre parlamentar Iolando Almeida. Chegou a hora de sair do discurso e ir para a prática.

 

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn