17jul/180

Frejat desiste de candidatura. Arruda vence o primeiro round

Depois de comunicar hoje a sua desistência de disputar o Palácio do Buriti, Jofran Frejat, deve entrar na justiça para tentar se filiar a outro partido e disputar uma vaga ao Senado. Esta é a tese que começou a circular após a notícia de que Frejat abandonou a candidatura. Há quem diga que essa estratégia estaria sendo divulgada por partidários do ex-governador José Roberto Arruda – primeiro governador do DF cassado durante a Operação Caixa de Pandora.

Com a saída de Frejat ficou claro que o verdadeiro “dono” do PR no Distrito Federal é José Roberto Arruda. Especula-se que o ex-governador entearia de desfazer da aliança com o MDB, de Tadeu Filippelli, que seria um empecilho para os planos de Arruda.

Sem o mesmo comportamento ético de Frejat, o deputado e Rogério Rosso (PSD) poderá colocará seu nome à disposição para uma coligação seja ela de que jeito for. A ideia seria ser cabeça de chapa e colocar Izalci Lucas como vice numa suposta aliança ente o PSD, PR, PSDB etc.

Desistência de Frejat

O ex-secretário de Saúde Jofran Frejat (PR) conversou hoje (17/07) com o presidente do PR, Valdemar da Costa Neto – preso por corrupção no Mensalão do PT -  e anunciou sua desistência da candidatura ao Buriti.

“Não sou Dom Pedro. Diante de tudo o que encontrei, digo ao povo que não fico. Não estou disposto a concorrer ao Governo nestas condições”, afirmou Frejat, segundo o portal Metrópoles.

Valdemar ainda tentou argumentar e demovê-lo da ideia de desistência, mas não teve sucesso. Ainda segundo o Metrópoles, “as pressões são muito grandes. Se não tenho condição de tomar as decisões sobre minha própria candidatura.

 

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn