17abr/180

Morre a Jornalista Valéria Velasco aos 73 Anos

 Ao longo da extensa carreira, ela atuou de forma incansável no combate à violência

 Valéria Velasco morreu, nesta terça-feira (17/4), vítima de um aneurisma na aorta abdominal. Ela estava tentando se recuperar da doença há 12 dias, mas não resistiu. A jornalista, de 73 anos, deixa três filhas, cinco netos e um bisneto.

Valéria criou o Comitê Nacional de Vítimas de Violência (Convivie), após o assassinato do filho Marco Antônio Velasco. O caso, ocorrido em 1993, foi uma das histórias mais chocantes da capital. O jovem, à época com 16 anos, morreu depois de ser espancado por 10 jovens de uma gangue, na 316 Norte.

Em 2009, em virtude do histórico de militância contra a violência, Valéria foi convidada a assumir o posto de subsecretária da Pró-Vítimas (Subsecretaria de Proteção às Vítimas de Violência) na Secretaria de Justiça do Distrito Federal.

No jornalismo, Valéria atuou nos anos 1980 e 2000 na redação do Correio Braziliense. A família ainda não divulgou informações do velório e do enterro.

Por meio de nota, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) se manifestou:

“Brasília perdeu na madrugada de hoje uma de suas mais notáveis e fortes figuras da cidade. A jornalista Valéria de Velasco nos deixa a imagem de uma profissional competente, séria, mas principalmente a de uma mulher forte que enfrentou as agruras da vida com coragem e determinação. Se tornou, na adversidade de uma perda trágica de um filho, militante ativa contra a violência em Brasília. Meus pêsames à família e aos amigos, com minhas”

 

BLOGDODONNY

 

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn