7ago/170

DITADURA MATA DOIS MILITARES REBELADOS CONTRA ‘TIRANIA ASSASSINA’ DE MADURO

INSURGENTES PRETENDIAM 'RESTABELECER A ORDEM CONSTITUCIONAL'

EM VÍDEO, OS MILITARES REVOLTOSOS ESCLARECEM QUE NÃO PRETENDIAM DAR GOLPE DE ESTADO.

Horas depois, Diosdado Cabello, braço-direito do ditador Nicolas Maduro, anunciou que a "situação irregular" estava resolvida e que vários "terroristas" haviam sido detidos.

A população tomou conhecimento da revolta ainda pela manhã, quando começou a circular nas redes sociais o vídeo mostrando um grupo de homens de uniforme militar empunhando armas de assalto que dizia estar a lançar uma revolta contra o ditador Maduro. Testemunhas dizem ter ouvido tiros durante a noite.

No vídeo, os militares da revolta esclareceram seu objetivo. "Isto não é um golpe de Estado, mas uma ação militar e civil para restabelecer a ordem constitucional", diz um deles, que se apresenta como Juan Caguaripano e "Comandante da Operação David Carabobo". Diáriodopoder.

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn