15jul/170

MORO SUSPENDE REDUÇÃO DE PENA DE LÉO PINHEIRO, DUQUE E AGENOR MPF RECORREU E JUIZ RESTABELECEU PENAS DE ALVOS DA LAVA JATO

O Juiz federal responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, Sérgio Moro suspendeu a redução de pena do ex-diretor da OAS Agenor Medeiros, do ex-diretor da Petrobras, Renato Duque, e do empreiteiro Léo Pinheiro.

A revisão dos benefícios foi provocada por recurso do Ministério Público Federal (MPF) contra decisão anterior do próprio Moro, que havia concedido redução da pena. E será analisada pelos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

MORO HAVIA DIMINUÍDO PENA DE PINHEIRO DUQUE E AGENOR (REPRODUÇÃO

Moro havia decidido diminuir as penas de Medeiros para dois anos, de Pinheiro para dois anos e meio e de Duque para cinco anos, ambos em regime fechado.

No despacho, o juiz Sérgio Moro colocou os benefícios em suspenso, até que seja apreciado em segunda instância. E os procuradores da República defendem que o acordo de delação deve ficar a cargo do MPF, não do juiz.

Em decorrência da Operação Lava Jato, Agenor pegou pena de 26 anos e sete meses de prisão, Pinheiro de 34 anos e Duque de 62 anos. A confissão de ambos havia sido o motivo da redução das penas.

Renato Duque foi condenado na ação sobre pagamentos feitos pela Odebrecht ao marqueteiro João Santana, intermediados pelo ex-ministro Antonio Palocci. E Agenor Medeiros e Léo Pinheiro foram sentenciados no caso do tríplex.

 

 

DIÁRIODOPODER

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn