9mar/140

Garotas de programa são executadas com tiro na cabeça em Goiânia

.....go

Três das quatro mulheres encontradas mortas no Morro do Mendanha, no Jardim Petrópolis, em Goiânia, na manhã de sábado (8), já foram identificadas pela polícia: Mylleide Morgana, Sinara Monteiro e Rayane Kellry. Resta saber o nome da quarta vítima.

Segundo a polícia, as mortes ocorreram durante a madrugada deste sábado, mas os corpos só foram localizados pela manhã, após uma testemunha acionar a Polícia Militar.

O delegado Murilo Polati, titular da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios, informou que ainda não se sabe se elas foram ao local espontaneamente ou se foram obrigadas. No entanto, para o delegado, não há dúvidas de que se trata de uma execução. As quatro garotas foram mortas com tiros nas cabeças.

Os peritos criminais analisaram a cena do crime e encontraram dois projéteis e algumas garrafas de bebidas. Após a perícia, os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML).....

No dia internacional da mulher uma ocorrência policial que é uma verdadeira tragédia abala a sociedade goiana. Quatro meninas adolescentes, com idade entre 14 e 16 anos, foram encontradas mortas agora de manhã no Jardim Petrópolis, na região do Morro do Medanha em Goiânia. As moças foram encontradas executadas com tiros na cabeça e os corpos colocados um ao lado do outro. Tudo indica que elas foram executadas nas posições em que os corpos foram encontrados.

A polícia técnica científica já realiza a perícia no local e nos corpos. Até agora nenhuma pista sobre o que aconteceu foi divulgada pela polícia militar nem pela policia civil. As primeiras informações dão conta de que os quatro assassinatos teriam acontecido no final desta madrugada. Nenhuma das meninas assassinadas portava documentação. A policia trabalha com a possibilidade de familiares reclamarem desaparecimento para um possível reconhecimento e início de linhas de investigação.

fonte: Quidnovi

Comentários (0) Trackbacks (0)

Sem comentários


Leave a comment

Trackbacks estão desabilitados