16dez/170

Politica:Desconstruindo Candidaturas: Alírio Neto

Dando continuidade a serie: Desconstruindo Candidaturas. Iremos falar do ex-deputado distrital, delegado aposentado da Polícia Civil do DF e presidente do PTB-DF Alírio Neto.

Nas eleições de 2014 Alírio não conseguiu se eleger deputado federal apesar dos 78.945 votos. Isso o deixou na masmorra da política e longe dos holofotes. Aí veio a presidência do PTB e a possibilidade de concorrer ao Palácio do Buriti e de forma inesperada entrou no cenário e figurou no radar das articulações.

Alírio é um cigano da política já foi filiado no:  PPS, PEN e agora PTB além de ter apoiado Roriz, Arruda e Agnelo. Só com Rollemberg não deu onda. Na ciranda do poder a roda sempre gira para o seu lado.

Hoje Alírio tem a sua candidatura ao Palácio do Buriti travada pelo ex-governador José Roberto Arruda que prometeu o céu e a terra a ele, mas no fundo o joga na incerteza. Dá a impressão que o ex-governador está cozinhando o delegado em banho maria para depois dar aquela rasteira típica do "modo careca" de se fazer política.

Nos bastidores dizem que Alírio só faz o que Arruda quer. Todos sabem que o "careca" tem a esperança de obter um perdão judicial para ele mesmo ser o candidato. Quem não sabe que Arruda quer ser candidato em 2018? Fora que o ex-governador cisca para todo lado e assim trava Alírio. Hoje o ex-deputado não passa de um stand-bye.

Nos bastidores todos dizem que o ex-deputado não dá nenhum passo sem que Arruda saiba e essa informação é recebida todos os dias. O sonho dos dirigentes partidários transvestidos de amigos é que Alírio saia a federal e assim terem chances de compor sem ele. Os mais traíras dizem que ele está se cacifando para tentar uma vaga de vice ou algo do tipo. É a pura realidade.

A verdade é que Alírio Neto está travado entre dois mentores: Roberto Jéferson presidente do PTB nacional e José Roberto Arruda que não é um político confiável e cheio de soberba.  Arruda não dá bençãos a ninguém de graça.

Para quem está de fora observando tudo o que dá a entender e a falta de luz própria. Nesse jogo só subir nas pesquisas não é o suficiente quando se carrega um fardo chamado Arruda.

Os passos de Arruda e Bob Jefferson podem fazer Alírio tropeçar antes mesmo de entrar na corrida. Sem contar que Filippelli, Fraga e Ibaneis o querem vê-lo pelas costas. Se as mesas de restaurantes falassem muita coisa viria a tona.

Resumo: 

1 - Alírio Neto está com pecha de ser mandado por Arruda.

2 - Arruda mais atrapalha que ajuda.

3 - Atuação tímida e passiva nos bastidores

4 - O grupo da direita não o vê como cabeça de chapa e preparam para dar uma rasteira.

5 - Seus "parceiros" de partido se acham muito maiores que ele e não admitem que o mesmo seja cabeça de chapa. Exemplos: Fraga e Filippelli.

6 - Seus "aliados" estão mais de olho no PTB no que confiando em Alírio em si.

7- Muitos acham que Alírio deveria trabalhar para ser vice de Frejat

8 - A nominata a federal e até a mesmo distrital do PTB-DF precisa ser reforçada

Na próxima matéria iremos analisar a candidatura de Tadeu Filippelli (PMDB)

Fonte: Blogdoodir
Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn