3nov/170

De olho no Palácio do Buriti, Ibaneis Rocha filia-se ao PMDB

Ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e atual corregedor nacional da entidade, Ibaneis Rocha se filiará ao PMDB na próxima quarta-feira (8/11), às 19h, na sede do partido. O defensor ambiciona a candidatura ao Palácio do Buriti e pretende convencer os demais membros da executiva da sigla. A incorporação dele ao partido já vinha sendo costurada, mas foi oficializada nesta quarta (1º/11), quando fechou questão com o presidente regional da legenda, o ex-governador Tadeu Filippelli.

“Fechamos minha filiação, mas não sei se serei o candidato do partido ao governo. Vamos conversar, pois há um grupo que já está em fase adiantada de negociações, com objetivos parecidos”, declarou o Ibaneis.

Wellington Luiz ameaça sair


Ibaneis deve sofrer resistência de uma ala peemedebista. Um dos membros do partido contrários à nominata é o deputado distrital Wellington Luiz.

Com a inviabilidade de Filippelli para disputar o governo — desgastado após ser preso por suspeitas de ter cometido irregularidades nas obras do Estádio Nacional Mané Garrincha de Brasília —, o nome do parlamentar passou a ser cogitado para o cargo de vice-governador na chapa com Jofran Frejat (PR).

“A vinda dele foi negociada sem que nós fôssemos consultados. Estamos conversando há mais tempo, tentando viabilizar o PMDB para as próximas eleições. Caso ele venha sem a nossa anuência, eu, sinceramente, pensarei se vou permanecer no PMDB”, protestou Wellington Luiz, que também é secretário-geral do partido.

 

 

fonte: Metropoles

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
3nov/170

Politica: Brazlândia tem mais um nome para distrital no ano que vem

Silvano Marques;" Além de mais de 20 anos de luta, tenho vários projetos para Brazlândia e região. Estou pensando em lançar minha pré-candidatura . Além dos cabos eleitorais dos pré candidatos e do deputado da cidade , tem mais alguém contra ?

A cidade de Brazlândia parece que deverá ganhar mais uma candidatura dentro de alguns dias. O segundo maior líder comunitário da área rural de Brazlândia, Silvano Marques, anunciou por sua rede social que pensa sim em uma candidatura á deputado distrital em 2018.

O jovem lider sonha ver uma cidade mais representada e até brinca se o parlamentar da região se apresentaria contrário a seu projeto politico;" Além de mais de 20 anos de luta, tenho vários projetos para Brazlândia e região. Estou pensando em lançar minha pré-candidatura . Além dos cabos eleitorais dos pré candidatos e do deputado da cidade , tem mais alguém contra ?, Salientou Silvano no facebook.

 

 

fonte: Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
3nov/170

Politica: Alessander Capalbo, só não será candidato se não quiser!

Alessander tende a não disputar o processo politico do ano que vem porque sonha em ser pai mais uma vez

As redes sociais começaram a adotar politica suja e sem escrúpulos. A mais nova vem sendo a divulgação errada de que o ex- administrador regional Alessander Capalbo, estaria cassado pelo o TRE e não poderia participar do processo politico em 2018.

Mero engano! Com a divulgação da declaração de viabilidade de sua candidatura, o comentário que agora virou mentira, deixou Alessander Capalbo, mais aliviado e o responsável pela divulgação da mentira ficou em maus lençóis. Mentira tem perna curta!

 

 

fonte: Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
3nov/170

Sem fiscalização no feriado, obras ilegais avançam em Vicente Pires

Se fazendo de “mortos”, donos de prédios e operários aproveitaram a falta de fiscalização no Dia de Finados (2/11) para dar andamento a obras irregulares em Vicente Pires. As construções ignoram determinações do GDF e do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT).

Os flagrantes do Metrópoles foram feitos a poucos metros de onde, no dia 20 de outubro, um prédio desabou e matou o engenheiro Agmar Silva, 55 anos. O acidente ocorreu na rua 4 da Colônia Agrícola Samambaia.

Pelo menos três edifícios recebiam intervenções na região próxima ao Taguaparque durante o feriado. Operários trabalhavam com apenas parte dos equipamentos de segurança: sem capacetes, luvas, roupas ou calçados adequados.

Mesmo com o dia chuvoso, eles aproveitaram para fazer melhorias nas partes externas das edificações, elevando o risco de acidentes. Sem nenhum tipo de preocupação, aplicavam reboco e assentavam azulejos.


De acordo com a Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis), os responsáveis já foram multados e as obras interditadas e embargadas, mas continuam a desrespeitar a lei.

Via assessoria de comunicação, o órgão assegurou que usará todos os instrumentos para punir os responsáveis pelo descumprimento das determinações. A Agefis ainda garantiu que existem equipes de plantão nos feriados e finais de semana para acompanhar situações irregulares no DF, embora nenhuma tenha passado por Vicente Pires na quinta (2).

Segundo o subsecretário da Defesa Civil, coronel Sérgio Bezerra, o órgão notificou pelo menos 150 edificações por diversas irregularidades somente na região administrativa. Foram detectados problemas estruturais em casas, prédios, muros, entre outros.

O oficial explica que a pressa para concluir obras — antes da passagem da fiscalização — faz com que estruturas sejam erguidas sem respeitar padrões técnicos. “É por isso que nos finais de semana e feriados se vê tantas atrocidades. Mostra, ainda, a falta de caráter das pessoas que trabalham ali”, disse.

Alerta do MP


As irregularidades identificadas em prédios com problemas estruturais levaram o MPDFT a recomendar, em 25 de outubro, que a Agefis apresente um plano de demolição na cidade. Caso a determinação seja descumprida, o Ministério Público prometeu ingressar com uma ação acusando o GDF de omissão.

Os trabalhos, segundo pedido das Promotorias de Defesa da Ordem Urbanística (Prourb) e de Defesa do Meio Ambiente (Prodema), devem ser iniciados em edifícios situados nas ruas 4 e 8. O MP cobra, ainda, a interrupção imediata das obras em desacordo com a legislação urbanística e que a fiscalização seja intensificada.

Pelo menos três prédios foram interditados na região nos últimos dias. Em 27 de outubro, moradores de um edifício na rua 8, chácara 210, lote 2, tiveram de deixar a construção, que corre o risco de desabar e pode ser demolida, segundo a Defesa Civil, por apresentar problemas graves, como fissuras em vigas e lajes. Ao todo, 20 famílias foram afetadas.

Hoje, existem 706 construções verticais irregulares em Vicente Pires. Entre elas, 227 estão em andamento. A Agefis disse que, a partir desta semana, multaria os infratores diariamente. No entanto, nem sob risco de desembolsar mais dinheiro, eles cruzaram os braços durante o feriado.

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
3nov/170

Politica: Neizinho Bsb, casado e pré- candidato

Neizinho Brasilia - nome para 2018

O jovem e popular Neizinho Bsb, decidiu que não abrirá mão das disputas eleitorais de 2018.  Depois de se casar com a jovem Nanci Andrade, o projeto agora do pré-candidato será buscar um partido politico para fortalecer o seu sonho em virar deputado distrital;" Só serei candidato se o meu lider Agaciel Maia vir para uma disputa maior. Mas estarei nas disputas e participando ativamente das eleições de 2018 em Brazlândia.", declarou Neizinho ao gbu.

 

Atualização 14:41mins -  Neizinho vai para o PR! O blogdogbu já descobriu que a pedido do distrital Agaciel Maia, o pré-candidato Neizinho BSB, vai ampliar as fileiras do partido do ex- governador José Roberto Arruda (PR)

 

 

fonte: Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
3nov/170

Ministra ‘desiste’ de pedir salário de R$ 61,4 mil ao governo

 Após tentar ganhar quase o dobro do teto constitucional, que é R$ 33,7 mil, Luislinda Valois (PSDB-BA), desistiu do pedido que fez ao governo para ganhar o salário integral do cargo, o que elevaria seus vencimentos mensais para R$ 61,4 mil, já que ela também recebe como desembargadora aposentada do Tribunal de Justiça da Bahia. Informações de O Dia.

A ministra comunicou a desistência por meio de nota depois da repercussão negativa após entrevista dada à Coluna do Estadão – que revelou o caso -, na qual ela justificou o pedido de acúmulo de vencimentos porque o cargo que ocupa impõe gastos extras como se “vestir com dignidade” e “usar maquiagem”.

Apesar de comparar seu contracheque de R$ 33,7 mil mensais à situação de trabalho escravo, a ministra dos Direitos Humanos, tem uma série de direitos devido ao cargo que ocupa, como carro com motorista, jatinho da Força Aérea Brasileira (FAB), cartão corporativo e imóvel funcional. Além desses benefícios, Luislinda também ganha diárias do governo federal. Só neste ano ela recebeu R$ 45,098 mil. No ano passado, a ministra recebeu R$ 26.135 de julho, quando assumiu, a dezembro em diárias. Em junho deste ano, além do salário de desembargadora aposentada no Tribunal de Justiça da Bahia, Luislinda recebeu ainda R$ 15 mil a mais relacionados a uma vantagem paga a servidores daquele estado.

Luislinda disse que não se arrepende de ter comparado seu caso ao trabalho escravo na petição encaminhada ao governo para receber o salário integral de ministro. “Todo mundo sabe que quem trabalha sem receber é escravo”, diz.

“Considerando o documento sobre a situação remuneratória da ministra Luislinda Valois, o ministério informa que já foi formulado um requerimento de desistência e arquivamento da solicitação”, diz a nota divulgada pelo Ministério dos Direitos Humanos.

 

fonte: Estaçãodanoticia

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn