20jan/210

Eleições 2022: Sem poder coligar, partidos irão apostar em nomes testados nas urnas

A pré-campanha já começou em Brazlândia e nas demais cidades do DF e alguns personagens começam a surgir na intenção de disputar a eleição para Deputado distrital e federal.

Vale lembrar que o sonho de alguns em querer disputar a eleição de 2022 na condição de candidato poderá se transformar num verdadeiro e interminável pesadelo.

Com a nova legislação eleitoral e com o fim das coligações os partidos políticos certamente não irão apostar em marinheiros de primeira viagem temendo não atingirem o cooeficiente , na lista de prioridades das legendas estarão nomes que disputaram a eleição anterior ou que já foram testados nas urnas pelo menos uma vez.

Entre os analistas dos corredores do poder, acreditam eles que não será surpresa se os partidos optarem por ex-candidatos acima de dois mil votos ou mesmo grandes lideranças reconhecidamente com densidade eleitoral ainda não testadas nas urnas.

Em Ceilândia, Gama, Santa Maria e em cidades acima de 100 mil votos estarão de forma mais atenciosa os olhares dos caciques políticos do DF. Afinal, atingir o cooeficiente eleitoral em 2022 somente com os votos individuais de cada partido não será uma missão muito fácil.

Em 2022 a eleição não será para amadores e se os líderes políticos não se cuidarem o fracasso poderá bater em muitas portas.

Esperar para ver!

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn