6jul/200

Governador do DF troca dois secretários de governo e seis administradores

Ao Diário do Poder, o governador Ibaneis explicou as mudanças na sua administração: "ajuste em meio de mandato"

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), substituiu nesta segunda-feira (6) seis administradores regionais; Santa Maria, Samambaia, Cruzeiro, Sobradinho, Varjão e Sudoeste/Octogonal e também os secretários do DF Legal, e do Serviço de Limpeza Urbana (SLU).

Ao Diário do Poder, o governador Ibaneis explicou as mudanças na sua administração: “ajuste em meio de mandato”. As demissões foram publicadas no Diário Oficial do DF.

Guttemberg Tosatte Gomes foi exonerado da chefia da Secretaria de Proteção da Ordem Urbanística do DF e Cristiano de Sousa assume no seu lugar.

O diretor-presidente do Serviço de Limpeza Urbana do DF, Edson Gonçalves Duarte, foi exonerado a pedido. Jair Tannús Junior, atual subsecretário de gestão das águas e resíduos sólidos da Secretaria de Meio Ambiente, assume o cargo.

Administrações regionais

Marileide Romão foi nomeada no lugar de Renato Mendonça em Santa Maria. Mendonça assume a Administração Regional de Samambaia, de onde foi exonerado Gustavo Aires. Por sua vez, Aires assume a chefia no Cruzeiro, no lugar de Cláudio dos Santos.

O administrador de Sobradinho, Eufrásio da Silva, foi exonerado. Para o seu lugar foi nomeado João Luiz Vieira da Silva. Lúcio Gomes do Santos assume a administração do Varjão no lugar de Nair Pessoa. No Sudoeste/Octogonal, o administrador Luiz Eduardo Gomes foi demitido e Daniel Crepaldi foi nomeado para o cargo.

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
6jul/200

Bolsonaro testa positivo e se encontra em estado febril, mas fez segundo exame

Presidente fez um segundo exame para confirmar se ele contraiu mesmo o novo coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro testou positivo para coronavírus, mas seu estado geral é bom, apesar de neste momento se apresentar febril, à volta de 38 graus, e de sentir-se um pouco indisposto, “corpo mole”.

Após o primeiro teste positivo, o presidente foi submetido a um novo exame no Hospital das Forças Armadas para confirmar, sem sombra de dúvida, que contraiu de fato a doença. O resultado desse segundi exame ficará pronto por volta do meio dia desta terça-feira (7).

Se confirmado o teste positivo para covid-19 pela segunda vez ficará demonstrado que Bolsonaro, de fato, não teve coronavírus antes, quando até o Supremo Tribunal Federal (STF) foi acionado para obrigá-lo a divulgar os exames.

Aos 65 anos de idade, Jair Bolsonaro faz parte do chamado “grupo de risco”, em razão da idade.

O presidente sempre desdenhou da possibilidade de contrair a doença, mas essa atitude alternava com um certo fatalismo.

Diário do poder

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn