14jun/200

Ibaneis exonera subcomandante da PM em resposta a fogos de artifício no STF

O governador do Distrito Federal desaprovou a atuação do coronel Sérgio Luiz Ferreira de Souza diante dos protestos na Esplanada

Governador do DF, Ibaneis RochaMICHAEL MELO/METRÓPOLES

Ogovernador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) , exonerou, na manhã deste domingo (14/06), o subcomandante-geral da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), coronel Sérgio Luiz Ferreira de Souza. A decisão está contida em um decreto assinado pelo chefe do poder Executivo local, com data de hoje.

A demissão do coronel Souza é uma resposta à atuação da Polícia Militar neste fim de semana. Questionado sobre a decisão, Ibaneis disse à coluna o seguinte: “Ele foi exonerado porque permitiu que manifestantes soltassem fogos de artifício em frente ao Supremo Tribunal Federal. A Polícia Militar do DF deve servir, no mínimo, para resguardar o cidadãos e as instituições da capital federal. Se não fez isso, errou grosseiramente”, disse.

Ao justificar sua atitude, o governador também revelou que o comandante da PM, Julian Rocha Pontes, está infectado com Covid-19 e hospitalizado.”Eu só não responsabilizei e exonerei o próprio comandante da PM, porque ele está com Covid e hospitalizado. Não teve culpa de nada”, disse Ibaneis.

METROPOLES

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
14jun/200

Ibaneis baixa decreto proibindo aglomeração e acesso de veículos à Esplanada

Medida, na noite deste sábado (13), ocorre após incidentes da PM com apoiadores de Bolsonaro

O governador do Distrito Federal,. Ibaneis Rocha, baixou decreto proibindo o acesso de veículos e a aglomeração de pessoas na Esplanada dos Ministérios neste domingo (14), em razão da pandemia.

O decreto do governador, que recebeu o nº 40.881, foi publicado em edição extra do Diário Oficial agora há pouco, e prevê o fechamento da Esplanada, tradicional espaço de manifestações, até meia-noite de domingo.

De acordo com a decisão do governador, somente terão acesso à Esplanada autoridades e servidores federais em serviço nas repartições públicas federais.

Manifestações poderão ser reqalizadas no local desde que previamente autorizadas pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), de acordo co o decreto.

Neste sábado, a SSP e o DF Legal desmontaram três acampamentos e dispersaram a aglomeração de grupos bolsonaristas na Esplanada dos Ministérios, em razão de decreto governador proibindo a aglomeração de mais de cem pessoas. O presidente Jair Bolsonaro chegou a dizer que pediria explicações ao governador sobre a operação policial que desmontou os acampamentos.

Diário do Poder

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn