8jan/200

Idoso de 90 anos tem 33 filhos, 17 com a esposa, 15 com a cunhada e 1 com a sogra em Campo Grande/RN

Luiz Costa Oliveira, 90, ao lado das "três Franciscas" - mulher, cunhada e sogra - com quem teve 33 filhos

Aparentemente, as sertanejas Francisca Maria da Silva, 89, Maria Francisca da Silva, 69, e Ozelita Francisca da Silva, 58,  têm uma vida comum para quem mora no interior do Nordeste, dedicando todo o tempo para cuidar das casas onde vivem. Além do fato de serem mãe e filhas, as três dividem casa, comida e carinho com o mesmo marido há mais de 40 anos.

O agricultor aposentado Luiz Costa de Oliveira, 90, vive maritalmente com a mulher, com a cunhada e com a sogra no município de Campo Grande (270 km de Natal), e com as três teve nada menos que 33 filhos. Outros 17 vieram do primeiro casamento. Além da meia centena oficial, existem ainda outros três, dos quais ele não tem certeza da paternidade. Mas também não nega.

A filha mais nova de seu Luiz tem 13 anos, o mais velho, 54. A lista de membros da nova família Oliveira é extensa. A primeira mulher do trio, Maria Francisca, é mãe de 17 filhos. Em seguida, no segundo casamento com a irmã da esposa, Ozelita, foram mais 15. Para não perder a oportunidade, ainda fez um filho com a sogra, dona Francisca Maria. “Tempo desses apareceram mais três dizendo que ‘era’ meu, mas não tenho certeza, mas também não vou negar”, disse Oliveira.

Apesar da grande quantidade de filhos, apenas 38 estão vivos, e a maioria mora em Campo Grande. A lista de herdeiros aumenta com o número de netos. São 100 netos e 60 bisnetos.

Vídeo:

Por Uol
Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
8jan/200

Empresa ligada a distrital é investigada por contrato de limpeza

Após denúncias de irregularidades, Tribunal de Contas do DF fiscalizará a prestação do serviço pela Real JG à rede pública de ensino

Denúncias de irregularidades na prestação de serviços de limpeza pela empresa Real JG em escolas do Distrito Federal são alvo de investigação do Tribunal de Contas local (TCDF). O corpo técnico da Corte de Contas vai fiscalizar os contratos com a Secretaria de Educação a fim de esclarecer supostas falhas apontadas pelo Ministério Público de Contas (MPC-DF). A Real JG é ligada à família do deputado distrital José Gomes (PSB).

A empresa, responsável pela manutenção, limpeza, higiene e conservação em unidades escolares da rede pública de ensino, foi denunciada por problemas na prestação dos serviços previstos para o Lote 5 do Pregão Eletrônico nº 14/2017, que compreende as regionais de ensino de Brazlândia e Taguatinga.

A REPRESENTAÇÃO ASSINADA PELO PROCURADOR-GERAL DO MPC-DF, MARCOS FELIPE PINHEIRO LIMA, APONTOU IRREGULARIDADES COMO O DESCUMPRIMENTO NA ENTREGA DE PRODUTOS, QUALIDADE INFERIOR DOS ITENS FORNECIDOS EM RELAÇÃO AOS PREVISTOS EM CONTRATO, DESCUMPRIMENTO DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA E NÚMERO DE FUNCIONÁRIOS MENOR DO QUE O PREVISTO EM ACORDO, ENTRE OUTROS PROBLEMAS.

O TCDF analisou a representação e autorizou seu corpo técnico, por meio da Secretaria de Fiscalização de Áreas Sociais e Segurança Pública, que faça uma auditoria nos contratos que somam nesta área R$ 311 milhões. A decisão foi tomada em 28 de novembro de 2019 e o pente-fino deve ser iniciado em breve.

Segundo o procurador-geral, se forem comprovadas as irregularidades, será confirmado prejuízo aos cofres públicos, tendo em vista que a Secretaria de Educação terá pago por um serviço não prestado ou que foi realizado de maneira deficiente.

Assim, o Ministério Público de Contas pediu ao TCDF que analise se a atuação da Real JG afronta os princípios da legalidade e da eficiência.

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
8jan/200

Em busca de notoriedade

Leila à espera de Bolsonaro (Foto: Pedro França/Agência Senado)

 

Com a atuação “apagada” em seu primeiro ano como senadora, Leila do Vôlei surgiu das “cinzas” após um burburinho de que será candidata ao Buriti em 2022.

Levando em conta os possíveis candidatos, suas reais chances no momento são mínimas.

Mas Leila deve se mexer em busca de notoriedade e aprovação dos brasilienses. Esse ano, os mandatos dos principiantes começam a tomar forma, já que o ano anterior foi de aprendizado.Apesar de seus positivos posicionamentos em pautas importantes, como combate à violência contra as mulheres, prisão em segunda instância, fundo eleitoral e tantas outras, ainda não foi dessa vez que o sol brilhou para Leila Barros.

A mesma aprovação das urnas ficou lá atrás!

 

 

Radiocorredor

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
8jan/200

Nada de cobrar pelo sol

Antes do presidente Jair Bolsonaro barrar a taxação da energia solar, um deputado federal do Distrito Federal já articulava no Congresso Nacional para impedir a medida da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Luis Miranda, do DEM, andou pelos corredores da Câmara Federal conversando com colegas. Seu objetivo era levantar um front contra essa medida da Aneel.

Além dessa questão, o parlamentar protocolou na Comissão Especial que trata da energia solar no Brasil e na de Combate ao Crime Organizado, alguns requerimentos. Um deles cobra explicações da ANEEL sobre irregularidades no órgão em decisões que acarretaram algumas mudanças no setor elétrico.

Leia Também: Sistema Bruto
Outro requerimento é justamente sobre as mudanças regulatórias na produção de energia solar e eólica.

Miranda, inclusive, comemorou a decisão de Bolsonaro de impedir a taxação. Segundo ele, o chefe do Planalto Central mostrou sensibilidade e ouviu o clamor dele e da sociedade. RadioCorredor

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
8jan/200

Mísseis erraram alvos americanos no Iraque, caindo até a 33km de distância

Ataque é retaliação à morte de Qassem Soleimani, acusado terrorismo que virou general no Irã

Dez mísseis balísticos foram lançados nesta terça-feira (7) contra duas bases aéreas dos Estados Unidos no Iraque, mas aparentemente erraram o alvo, segundo fontes curtas e iraquianas citadas pelas agências de notícias. Uma caiu no perímetro do aeroporto, mas não explodiu, e outra a 33km de distância, sem fazer vítimas.

Um dos locais alvos é a base aérea Al Asad, na província de Al Anbar, e a outra é uma instalação militar próxima de Irbil. A Guarda Revolucionária do Irã assumiu a responsabilidade pelo ataque, que aconteceu horas depois do funeral do general iraniano Qassem Soleimani, iraquiano acusado de ações terroristas que ganhou a parente de general e o comando da Guarda Revolucionária do seu país.

Até agora, não há informações sobre mortes, feridos e os danos causados pelos ataques.

O ministro de Relações Exteriores do Irã, Javad Zarif, escreveu no Twitter que “o Irã adotou e concluiu medidas proporcionais em autodefesa”. “Nós não buscamos a escalada [do conflito] ou a guerra, mas nos defenderemos de qualquer agressão”, acrescentou.

O presidente americano Donald Trump pareceu aliviado, no Twitter: “Está tudo bem! Mísseis lançados do Irã contra duas bases militares localizadas no Iraque. Avaliação das vítimas e mortes ocorrendo agora. Até o momento, tudo bem! Temos, de longe, as forças armadas mais poderosas e bem equipadas do mundo! Farei uma declaração amanhã de manhã.”

A Casa Branca retuitou uma mensagem da secretária de imprensa dos EUA, Stephanie Grisham, que diz que o governo norte-americano está ciente das notícias do ataque às instalações no Iraque. “O presidente [Donald Trump] foi informado e está monitorando a situação de perto e consultando sua equipe de segurança nacional.”

A Autoridade Federal de Aviação dos EUA emitiu restrições de emergência para o espaço aéreo do Golfo Pérsico, restringindo os voos comerciais na região, citando “potencial de erro de cálculo ou identificação incorreta”.

O ministro do Exterior do Irã, Javad Zarif, disse no Twitter, em um post por volta das 23h30 desta terça, que Teerã concluiu sua retaliação pelo assassinato de Soleimani. “O Irã tomou e concluiu medidas proporcionais em legítima defesa, de acordo com o artigo 51 da Carta das Nações Unidas, a partir da qual foram lançados ataques covardes contra nossos cidadãos e altos funcionários”, disse Zarif no tweet. “Não buscamos escalada ou guerra, mas nos defenderemos de qualquer agressão”.

O presidente norte-americano Donald Trump publicou em sua conta pessoal no Twitter às 23h46 que tudo estava bem. “Mísseis lançados do Irã em duas bases militares localizadas no Iraque. Avaliação das vítimas e danos ocorridos agora. Por enquanto, tudo bem! Temos, de longe, as forças armadas mais poderosas e bem equipadas do mundo! Farei uma declaração amanhã de manhã.” Havia a previsão de que o presidente dos EUA fizesse um pronunciamente na noite desta terça.

O ataque ocorreu dias após um ataque com drone feito pelos Estados Unidos no Iraque que resultou na morte de Qassem Soleimani. O presidente da República Islâmica do Irã, Hassan Rouhani, disse que a “resistência contra os excessos dos Estados Unidos vai continuar” e que “o Irã vai se vingar deste crime hediondo”.

As cerimônias fúnebres de Qassem Soleimani reuniram milhares de pessoas no Iraque e no Irã, que saíram às ruas para se despedir de Soleimani e protestaram contra os EUA. Diariodopoder

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
8jan/200

‘Cavalão’ sinaliza que ‘Pancrácio’ está no páreo para vaga de ministro

Presidente Jair Bolsonaro, o “Cavalão”, chama assim, de “Pancrácio”, o ex-deputado Alberto Fraga

“Pancrácio” perguntou a “Cavalão” sobre a notícia de que havia subido no telhado a sua esperada nomeação para o cargo de ministro da Secretaria de Governo, em lugar do general Luiz Fernando Ramos. A resposta de “Cavalão” foi curta e grossa: “Fofoca”. O presidente Jair Bolsonaro, o “Cavalão”, chama assim, de “Pancrácio”, o ex-deputado Alberto Fraga (DEM). Os dois são amigos há mais de quarenta anos. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Bolsonaro e Fraga se tratam desse modo até hoje, desde o tempo em que participavam de competições esportivas, nos quartéis do Exército.

O presidente chama Fraga de “Pancrácio” em referência à arte marcial grega, “tataravô” do MMA, em que o ex-deputado mandava bem.

Já Fraga chama Bolsonaro de “Cavalão” não por ser “tosco”, mas pelo desempenho prodigioso como campeão de pentatletismo do Exército.

diariodopoder

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
8jan/200

DF: cartórios podem fazer conversão de união estável em casamento

Agora, não é necessário mais homologação prévia de autoridade judiciária, segundo publicação de Corregedoria de Justiça

istock

ISTOCK

A Corregedoria da Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) alterou o Provimento-Geral aplicado a cartórios na capital. O objetivo foi permitir que a conversão da união estável em casamento seja requerida perante o Oficial de Registro Civil das Pessoas Naturais do Distrito Federal.

Antes da alteração, a mudança dependia de prévia homologação pela autoridade judiciária competente. A inovação foi publicada na terça-feira (07/01/2020).

O requerimento de conversão, agora, deverá ser assinado pelos companheiros com informações acerca dos sobrenomes e da ausência de impedimento para o casamento. Também é necessária a declaração de duas testemunhas que tenham conhecimento da união estável.

O processo de habilitação terá o mesmo rito previsto para o casamento: deve constar dos editais que se trata de conversão de união em casamento.

Depois do prazo legal — e se não houver nenhum impedimento —, a mudança da união estável em casamento é lavrada, independentemente de homologação judicial. (Com informações da assessoria de comunicação do TJDFT)

 

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn