13set/190

Política: Agora como Secretário, distrital Iolando Almeida visita Novacap em busca de obra para o hospital de Brazlândia

Deputado Iolando (PSC), participou de reunião nesta sexta-feira (13), com o presidente da Novacap, Cândido Teles de Araújo e a diretoria técnica da empresa, para discutirem sobre a reforma e ampliação do Hospital Regional de Brazlândia (HBRz). O projeto que já está em fase de orçamento, tem previsão de ser finalizado em novembro.O deputado Iolando solicitou ao presidente da Novacap para que, juntos possam buscar ajuda a fim de acelerar o projeto, considerando o fato da urgente necessidade de reforma e ampliação da unidade de saúde.

Durante a reunião, o parlamentar ressaltou a grande demanda recebida atualmente pelo HRBz, que atende além, da população da cidade, todas as comunidades do entorno, que buscam diariamente atendimento no hospital. O presidente da Novacap se comprometeu a tomar todas as providências no sentido de agilizar esses trâmites, para que as obras tenham início o mais breve possível. O distrital destacou que a reforma é de extrema importância para a população de Brazlândia.

“Esse hospital é de 1974, tem exatamente 44 anos e nunca houve uma obra ampla no local, que de fato atendesse as necessidades da população. É uma necessidade urgente para a população de Brazlândia “.

Deputado Iolando

Além das obras do Hospital Regional de Brazlândia, foram temas da reunião, também a instalação dos Pontos de Encontro Comunitário na região da Chapadinha, PECs do CREAS, CRAS e SECON. Também foi solicitado uma visita na pista de atletismo do Incra 8, para rever o projeto do campo e do PEC que já existe no local, a reforma do estacionamento na área do Incra 8 e a reforma geral do posto policial do Rodeador.

Ao final da reunião, a equipe da Novacap se colocou inteiramente a disposição para atender todas as solicitações feitas pelo deputado nesta tarde, o mais breve possível.

O deputado Iolando que nesta semana foi nomeado para assumir a Secretaria da Pessoa com Deficiência, também se comprometeu em destinar emendas parlamentares para que essas obras sejam realizadas rapidamente, e que possam beneficiar toda a população de Brazlândia. “Mesmo estando secretário, vou continuar me dedicando nas resoluções dos problemas da nossa comunidade”, afirmou o distrital.

Por Laezia Bezerra

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
13set/190

Entorno: 1° Encontro Estadual do Avante em Goiás – 2019

Deusdete Benevides ( centro de verde)

A cidade de Águas Lindas vem se movimentando para o 1° Encontro do Partido Avante no Goiás.

O líder do Avante na região, Deusdete Benevides, acredita que a legenda vem se fortalecendo a cada dia na região;" Queremos nosso partido forte e consciente de suas responsabilidades com o futuro de Águas Lindas e do Goiás por inteiro. Vamos para o nosso encontro debater nossas ações do futuro", salientou Benevides.

 

Redação

 

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
13set/190

TCDF estabelece multa de R$ 36 milhões para Durval Barbosa

O valor deve ser pago solidariamente com outros quatro ex-diretores da empresa, devido a irregularidades em contrato

Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) abriu, nesta sexta-feira (13/09/2019), prazo de 30 dias para que o ex-diretor-presidente da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan) e delator da Operação Caixa de PandoraDurval Barbosa, apresente defesa ou pague multa solidária, de R$ 36 milhões, com outras quatro ex-diretores da empresa. Eles são acusados de deixar de executar parte de um contrato firmado entre a companhia e a Fundação de Apoio à Pesquisa (Funape), entidade ligada à Universidade Federal de Goiás, em 2007.

A determinação foi publicada no Diário Oficial do DF (DODF) desta sexta-feira (13/09/2019) e ainda está em fase inicial de tomada de contas especial. O TCDF acolheu, por unanimidade, a denúncia contra os acusados.

De acordo com o processo nº22.743/2007, a Codeplan e a Funape haviam firmado contrato para gestão integrada de informática para a Secretaria de Saúde do Distrito Federal. Porém o serviço não foi realizado em sua integralidade, o que gerou o pedido de multa, dividida em quatro partes. Em todas elas, Durval é apontado como um dos pagadores solidários.

Caixa de Pandora descortinou um dos maiores esquemas de corrupção já vistos no Distrito Federal. De acordo com a investigação, o ex-governador José Roberto Arruda e o ex-vice Paulo Octávio, além de outros réus – como Durval Barbosa –, teriam usado contratos de informática para desviar recursos durante a administração de Arruda.

Metropoles

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
13set/190

Vai para sanção projeto que prioriza e dá sigilo em matrícula nas escolas a filhos de vítimas de violência doméstica

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (12) o projeto que dá prioridade de matrícula na rede básica de ensino a filhos de vítimas de violência doméstica. O relatório da coordenadora da comissão externa de combate á violência doméstica contra a mulher e feminicídio, deputada Flávia Arruda (PL/DF), reforçou a importância da medida para aprimorar a Lei Maria da Penha. Agora o PL 1619/2019 segue para sanção presidencial.

A proposta aprovada inclui ainda a emenda feita pelo Senado que impõe sigilo sobre os dados dos envolvidos. Segundo a parlamentar, é um avanço, pois protege essa família e permite que tenha um novo recomeço.

“Trago aqui uma satisfação enorme em poder relatar esse projeto, em dizer que nossa luta é imensa. Temos muitos pontos a debater, melhorar, combater nesse processo de luta contra a violência. Hoje chegamos ao 20º feminicídio no Distrito Federal e é isso que não queremos mais ver. Medidas como essa é que trazem avanço para definitivamente erradicarmos essa cultura do machismo e posse” declarou Flávia Arruda.

Regras

Pelo texto, os dependentes da vítima terão prioridade de matrícula ou transferência em instituição de educação básica mais próxima de seu domicílio.

A comprovação dessa situação de violência será por meio da apresentação do boletim de ocorrência ou do processo de violência doméstica e familiar em curso.

O juiz que analisa o caso de violência também poderá determinar a matrícula dos dependentes da vítima em instituição de educação básica mais próxima do seu domicílio, ou a transferência deles para essa instituição, independentemente da existência de vaga.

*Assessoria de imprensa*
_*Dep. Federal Flávia Arruda (PL/DF)*_
Gabriella Julie -(61) 98485-0368

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn