3jun/190

DEM se afasta do Centrão, mas movimento pode dificultar Rodrigo Maia

Legenda de Rodrigo Maia e David Alcolumbre quer apoiar agenda de reformas, não o presidente Jair Bolsonaro(foto: Marcos Correa/AFP)

Estratégia do Democratas com relação ao Palácio do Planalto e de busca de um projeto para 2022 podem implodir o bloco


RC Rodolfo Costa

O movimento do DEM de dissociar-se do Centrão vai impor dificuldades na articulação do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Lideranças do partido afirmam que a meta é se desvincular de uma imagem pejorativa associada ao fisiologismo político, e que a legenda vai apoiar as agendas reformistas do governo, mas não o Palácio do Planalto. O problema será o convencimento disso. Partidos de centro-direita desconfiam de que os demistas vão se alinhar ao Executivo e deixar para eles o desgaste de defender projetos, propostas e emendas de interesse conjunto do espectro político, ainda que minimamente divergentes do governo.

Diante das incertezas em relação aos próximos movimentos do DEM, lideranças de partidos de centro-direita que compõem o bloco informal chamado Centrão, como PP, PL, PRB e Solidariedade, devem continuar defendendo, nos próximos dias, a importância do debate em torno de uma agenda econômica e vão reforçar movimentos com o objetivo de dissolver a imagem de não votar com o governo.

Afinal, quando o DEM permaneceu no bloco vencedor das eleições na Câmara — que chegou a ser formado por outros partidos, como PSL, PSD, PSDB, PSC e PMN  – PP, PL e PRB —votaram alinhados em 27 oportunidades e em 29 orientações da liderança governista em sessões plenárias, entre 12 de fevereiro e 2 de abril. Com as três legendas reforçando a imagem de centro-direita, o resultado prático será a definitiva implosão do Centrão, em um processo que deve isolar o Solidariedade.

É aí que Maia terá que se movimentar e trabalhar mais o diálogo em decorrência da aparente divisão. PP, PL e PRB vão observar com lupa os movimentos do DEM, sobretudo depois de o presidente da Câmara ter comparecido à convenção nacional do PSDB, na sexta-feira, e defender um “projeto único” com a legenda para 2022. “Ou Bolsonaro vai para o Democratas, como diz sonhar o Onyx (Lorenzoni, ministro-chefe da Casa Civil), ou o partido vai encabeçar um projeto de política nacional com os tucanos”, ponderou um deputado influente do Centrão.

Incertezas

Como a possibilidade de Bolsonaro se filiar ao DEM é considerada remota, a desconfiança maior é que o Democratas dê as costas e fique com o governo. Lideranças do partido negam. O líder do partido na Câmara, Elmar Nascimento (BA), disse, durante a convenção do partido, na quinta-feira, que a primeira eleição de Maia, em 2017, implodiu um Centrão fisiológico, então capitaneado pelo ex-deputado Eduardo Cunha (RJ). No entanto, a maneira como a legenda se posicionou no evento gerou incertezas sobre o futuro harmonioso entre as bancadas.

O líder do PL na Câmara, Wellington Roberto (PB), contemporiza os movimentos do DEM. A leitura dele é  que a “implosão do Centrão” é uma maquiagem política, ao associar uma situação passada com o termo usado no presente. “Interpreto como uma desvinculação de um termo pejorativo. Nesse sentido, nós também estamos nos desvinculando desse caminho”, pondera.

Uma outra liderança influente do bloco informal tem uma interpretação. Para o parlamentar, a comunicação feita pelo DEM durante a convenção soa como a prova de que o partido teria conseguido tudo o que, supostamente, tenha exigido do governo. “E agora Maia simplesmente abandona todos os partidos que lhe deram sustentação política para conseguir to benesses do Executivo. Depois de conseguir o que queria, simplesmente dá uma ‘banana’ para os parceiros de trincheira e tenta se apresentar para a galera como bom menino. Nunca vi a dissimulação e a traição prosperar no Parlamento brasileiro”, critica.

Fonte: Correio Braziliense

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
3jun/190

Câmara Legislativa do DF promove sessão solene em homenagem ao Dia do Blogueiro

 

No próximo dia 3 de junho, segunda-feira, a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) realizará sessão solene para celebrar o Dia do Blogueiro no Distrito Federal. A homenagem foi proposta pelo deputado Hermeto (MDB). A solenidade ocorrerá às 19h, no plenário da CLDF.

Na ocasião, também serão homenageados os influenciadores digitais que juntamente com os blogueiros atuam na produção de conteúdo digital nos mais diversos nichos. A blogosfera brasiliense conta com portais, sites e blogs que tratam de temas como cultura, política, esportes etc.

 Em 2013, o trabalho dos blogueiros do DF foi reconhecido por meio da Lei Distrital nº 5.040/13, de autoria da então deputada distrital Luzia de Paula, que instituiu o Dia do Blogueiro no Distrito Federal, a ser comemorado no dia 7 de junho. A data consta no calendário oficial de eventos do DF.

Para o requerente da sessão solene, os blogueiros desempenham um trabalho de extrema importância para a capital. “Para mim será uma honra receber esses profissionais das mídias digitais com esta pequena homenagem. O trabalho deles é de extrema importância para o acesso à informação, intensificando a democracia brasileira”, disse Hermeto.

A Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno (ABBP) reforça o convite para que todos os seus associados comparecem à solenidade.

Serviço

Sessão Solene em comemoração ao Dia do Blogueiro

Data: 3 de junho de 2019

Horário: 19 horas

Local: Plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal

Informações: (61) 3348-8112

Fonte: Portal ABBP

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
3jun/190

Dos 24 distritais, nove não gastaram verba indenizatória em abril

Demonstrativo publicado no Diário Oficial da Casa nesta segunda-feira (03/06/2019) revela que João Cardoso, Jorge Vianna e Rodrigo Delmasso foram os que mais usaram recursos no mês analisado

Giovanna Bembom/Metrópoles

SalvarGIOVANNA BEMBOM/METRÓPOLES

No que depender da maioria dos parlamentares, o projeto de lei que extingue a verba indenizatória da Câmara Legislativa (CLDF) está longe de ser aprovado. Demonstrativo publicado no Diário Oficial da Casa nesta segunda-feira (03/06/2019) revela que, em abril, apenas nove dos 24 deputados distritais abriram mão dos recursos usados para bancar despesas diversas.

Com isso, 15 ocupantes de cadeiras do Legislativo local recorreram ao benefício no mês de abril para custear atividades legislativas. Cada distrital tem direito a utilizar R$ 15.193,35 por mês. O uso, contudo, é opcional.

Dos que lançaram mão de verba, o deputado João Cardoso (Avante) foi o que mais gastou: R$ 14.656,73 . Deste total, a maior parte foi para divulgação de atividade parlamentar (R$ 5 mil). Depois vem locação de imóvel destinado a escritório político (R$ 3,4 mil), contratação de consultoria especializada (R$ 3,75 mil) e aluguel de veículo (R$ 3,4 mil).

O segundo lugar é ocupado pelo distrital Jorge Vianna (Podemos), que gastou R$ 14.656,73 no mês de abril. Do montante, o parlamentar usou R$ 8.850,00 para divulgar suas ações e R$ 3,8 mil com aluguel/manutenção de carros. Apenas com combustível, o distrital gastou R$ 2.006,73.

 

Metropóles

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
3jun/190

Política: O homem que Ibaneis confia

Por Elias Alves

No cenário político do DF surgem personagens dos mais diversos possíveis. Dentro do GDF existe aqueles que marcam posições devido a aproximação com o chefe do executivo.

Na gestão Arruda os homens de confiança eram; Zé Humberto e Fábio Simão. Na linha de confiança dos governos de Rogério Rosso, Agnelo Queiroz e Rollemberg, eram; Renato Santana, Bolívar Rocha e Marlon Costa respectivamente.

No atual governo de Ibaneis Rocha, quem detém a confiança pessoal do chefe do executivo, atende pelo o nome de Marcelo Piauí.

Vale lembrar que Marcelo Piauí, tem uma postura mais executiva e menos política. Com isso, se livra dos desgastes que a sua aproximação com o governador traz em virtude da ciumeira do poder. Certo ele!

 

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
3jun/190

Edimar Pireneus:” A questão da saúde é precária. Mas nosso deputado Iolando tá tentando resolver”

O ex- deputado Edimar Pireneus fez uma declaração na manhã dessa segunda- feira (3) no lançamento da galeria dos ex-administradores regionais da cidade de Brazlândia, que mostra de fato a sua aproximação definitiva com o atual deputado Iolando Almeida.

No video distribuído nas redes sociais, o ex- parlamentar sinaliza o reconhecimento dos esforços de Iolando Almeida na busca da melhoria da cidade na área mais complexa;" A questão da saúde é precária. Mas nosso deputado Iolando tá tentando resolver com seu trabalho", salientou Pireneus.

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
3jun/190

DEPUTADO IOLANDO SE REÚNE COM SEGMENTO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

Por Laezia Bezerra

Deputado Iolando (PSC), se reuniu na tarde desta segunda-feira (3), com representantes do segmento da Pessoa com Deficiência. Cerca de 20 pessoas discutiram com o distrital sobre a criação da Secretaria da Pessoa com Deficiência.

O movimento apresentou diversas sugestões para serem implantadas e implementadas na nova pasta. Durante a reunião, foram abordados vários temas que envolvem políticas públicas que devem ser desenvolvidos dentro da nova secretaria, que possam beneficiar diretamente o público da pessoa com deficiência.

 

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
3jun/190

Bolsonaro confirma proposta para aumentar validade da CNH de 5 para 10 anos

“Nessa semana apresentarei projeto de lei para: 1 – Passar de 5 para 10 anos a validade da Carteira de Habilitação; 2 – Passar de 20 para 40 pontos o limite para perder a CNH”, postou o presidente.

A postagem veio acompanhada de um vídeo em que Bolsonaro elogiou o uso do Exército na recuperação da BR-163. Ele disse que a utilização dos militares na rodovia é mais barata e fornece “mais confiança no trabalho”. Segundo o presidente, o envolvimento dos militares reduziu a pressão pela ocupação de cargos em comissão no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

No mesmo vídeo, o presidente disse estar engajado em interromper a instalação de radares eletrônicos nas rodovias federais. Ele declarou que o Ministério da Infraestrutura tinha 8 mil processos para a instalação de radares que consumiriam R$ 1 bilhão em quatro anos. Bolsonaro declarou que a interrupção na instalação dos radares representará um golpe na indústria de multas.

Diáriodopoder

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
3jun/190

Brazlândia: Lançada a galeria dos administradores de Brazlândia

A cidade de Brazlândia teve sua história resgatada na manhã de hoje por iniciativa do Deputado distrital Iolando Almeida e do administrador regional da cidade Coronel Jesiel Costa.

O lançamento da galeria dos administradores da cidade,trouxe de volta o inicio da cidade e seus respectivos gestores. O evento ocorreu no auditório da administração da cidade e contou com a presença de diversos ex- administradores da cidade, como; André Quiroz, Nego Pirenópolis, Professor Nilson, Ronaldo da Costa, Eleovaldo Ferreira, Edimar Pireneus, Devanir Gonçalves, Eumar Cavalcante, Paty, Eugênio, dentre outros.

 

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
3jun/190

3 Mosqueteiros : O mais inovador de Águas Lindas


Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
3jun/190

Política: Proposta de unir; Edimar Pireneus e Iolando está em curso

Quase esquecido no MDB, Edimar Pireneus teria mais chances no PSC

A proposta de unir o ex- deputado Edimar Pireneus e o atual Iolando Almeida está sendo planejado há mais um mês.

A iniciativa deverá partir de Iolando Almeida que deverá convidar Pireneus para compor as fileiras do PSC, partido comando por Almeida no DF.

Vale lembrar que Edimar Pireneus está filiado no MDB do governador Ibaneis Rocha. Na avaliação dos criticos, a posição que Edimar Pireneus está no MDB é de coadjuvante quase esquecido e por isso a sua filiação no PSC seria um ganho para as duas partes

 

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn