9maio/190

Conselho Tutelar: Brazlândia poderá ter Edberg Lopes como conselheiro

A decisão ainda não está tomada, mas a proposta já está amadurecida e será definida pelo os próximos dias.

A segunda maior liderança da pessoa com deficiência em Brazlândia, Edberg Lopes, vem avaliando com aliados próximos a possibilidade de concorrer a uma das cinco vagas de conselheiro tutelar em Brazlândia.

O blogdogbu falou com Edberg Lopes nessa quinta-feira (9) das chances dele participar do processo eleitoral de conselheiro tutelar. Na oportunidade ele não negou que poderá disputar;" Quero ver com meu grupo se vamos para esse desafio", salientou Edberg.

 

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
9maio/190

Política: Distrital Iolando Almeida será convidado para ser o Presidente do PSC – DF

O distrital Iolando Almeida receberá por parte da executiva nacional do PSC, a maior e mais importante missão partidária de sua vida. Ele será empossado o mais novo presidente da legenda do PSC no DF.

A missão de Iolando Almeida não será nada fácil como mais novo presidente partidário do PSC/DF. O diretório nacional dará a ele carta branca para mandar e desmandar. Desde que entenda que a missão dele será formatar a nominata proporcional que  garanta a sua reeleição e que o PSC elega um deputado federal em 2022 sob o seu comando.

Resta saber se Iolando Almeida aceitará o desafio.Missão dura essa!!!

 

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
9maio/190

Com medo de Moro, comissão do Congresso tira Coaf do Ministério da Justiça

A comissão especial para analisar a Medida Provisória que montou o governo de Jair Bolsonaro no início do ano aprovou, na manhã desta quinta-feira, a transferência do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça para o Ministério da Economia. Dos 25 parlamentares que votaram, 14 apoiaram a medida.

A demanda uniu partidos do centrão e da oposição na última semana, e ainda deve passar pelo plenário da Câmara dos Deputados e do Senado antes de entrar em vigor. A princípio, o líder do governo no Senado e relator da MP, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), estava aberto a negociações, mas foi orientado pelo governo a não tirar o Coaf do ministro Sergio Moro.

Moro tem defendido a permanência do Coaf em suas mãos. Segundo ele, é importante aproximar o órgão de inteligência financeira da Polícia Federal, do Ministério Público e das polícias estaduais.

“A mim, o ministro Sergio Moro não convenceu. A gente fica com medo dessa milícia virtual, que quer ditar como o Parlamento deve funcionar e fica com medo de fazer a coisa certa”, disse Elmar Nascimento (BA), líder do DEM na Câmara, na votação de hoje.

No relatório, Bezerra Coelho acatou algumas demandas do Congresso, como o retorno da Funai ao Ministério da Justiça, o fim do monitoramento das ONGs pela Secretaria de Governo e a recriação do Conselho de Segurança Alimentar, responsável por formular a política nutricional do país. Outra demanda acatada foi Bezerra Coelho foi mover as atribuições relativas ao registro sindical, à política de imigração laboral e ao cooperativismo e associativismo urbano para o Ministério da Economia .

O relatório foi aprovado, mas ainda serão votados outros pontos. Parlamentares pedem, também, o retorno da demarcação de terras indígenas para o Ministério da Justiça e a eliminação de uma emenda inserida por Bezerra Coelho que proíbe auditores fiscais de investigar crimes não fiscais, alterando uma lei de 2002 sem relação com a MP.

 

estaçãodanoticia

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
9maio/190

Ex-presidente Michel Temer chega à sede da Polícia Federal em São Paulo

Ex-presidente Michel Temer chega à sede da Polícia Federal em São Paulo. Ainda não está definido o local onde ficará Michel Temer

Ainda não foi definido o local onde Temer vai ficar alojado Foto: Amanda Perobelli/ Reuters

Ele se entregou horas antes do prazo imposto pela juíza Carolina Figueiredo, da 7ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, responsável por executar a decisão do tribunal.

A Justiça Federal do Rio de Janeiro expediu no início da tarde desta quinta-feira (9) a ordem de prisão do ex-presidente Michel Temer (MDB), após o TRF-2 (Tribunal Regional Federal) decidir na quarta-feira (8) pela suspensão do habeas corpus concedido a ele liminarmente em março.

Temer saiu de sua casa às 14h40, em um carro preto, e seguiria em direção à superintendência da Polícia Federal para se apresentar. O ex-presidente não falou com jornalistas. Algumas pessoas na rua gritaram: “pega, ladrão”.

A ordem de prisão foi assinada pela juíza Caroline Figueiredo, substituta do juiz Marcelo Bretas na 7ª Vara Criminal.

Ela decidiu que Temer tem até as 17h para se apresentar “espontaneamente à Autoridade Policial Federal mais próxima dos seus domicílios”.

No entanto, ela não decidiu se ele ficará preso no Rio ou em São Paulo, como quer a defesa.

“Quanto aos pedidos de permanência na cidade de São Paulo, à luz do que dispõe o artigo 103 da Lei de Execução Penal -permanência do preso em local próximo ao seu meio social e familiar- expeça-se ofício à 1ª Turma Especializada do Eg. Tribunal Regional Federal da 2ª Região consultando acerca da possibilidade de mantê-los custodiados no Estado de São Paulo, local de sua residência, tendo em vista os gastos com seu deslocamento, bem como que já foram interrogados pela Autoridade Policial quando de sua primeira prisão.”

Até o início da tarde desta quinta, Temer estava em sua casa, em bairro nobre da zona oeste de São Paulo, aguardando a decisão.

A Justiça também expediu a ordem de prisão do coronel reformado da PM João Baptista Lima Filho, amigo do ex-presidente e suspeito de ser seu operador financeiro.

Segundo a juíza, Temer deve ficar preso numa sede da Polícia Federal. Lima, que é PM reformado, irá para uma unidade prisional da Polícia Militar.

Na decisão, a juíza Figueiredo sublinha que ao cumprir a prisão de Temer, algemas só devem ser usadas em caso previsto por súmula do STF (Supremo Tribunal Federal), que cita resistência ou “fundado receio de fuga ou de perigo à integridade física própria ou alheia”.

Nesta quarta-feira, por 2 votos a 1, a Primeira Turma Especializada do TRF-2 decidiu que Temer deve voltar à prisão. Em março, o emedebista chegou a ficar detido por quatro dias, após Bretas autorizar sua prisão preventiva.

Em nota, o MDB afirmou que “considera um despropósito o pedido de prisão determinado ao presidente Michel Temer sob o argumento de que ele representa um perigo à ordem pública”.

“O MDB continua acreditando na Justiça brasileira e espera que os excessos sejam contidos e que a verdade prevaleça nos andamentos das investigações.”

Na noite desta quarta, Temer afirmou que sua defesa pedirá habeas corpus ao STJ (Superior Tribunal de Justiça).”Pra mim foi uma surpresa desagradável, mas amanhã [quinta] eu me apresento voluntariamente”, afirmou o ex-presidente.O

presidente foi preso pela primeira vez na manhã de 21 de março, por determinação do juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal do Rio, em um desdobramento da Lava Jato que também prendeu o ex-ministro Moreira Franco.

Segundo o Ministério Público Federal, Temer lidera uma organização criminosa que atuava há 40 anos.

Foi o segundo presidente a ser preso após investigação na esfera penal -o primeiro foi Luiz Inácio Lula da Silva, em abril de 2018.

Bretas, ao determinar a prisão na época, alegou risco de destruição de provas e à garantia da ordem pública.

No dia 25, o juiz federal Antonio Ivan Athié, do TRF-2, concedeu habeas corpus a Temer e a Moreira Franco. A decisão foi julgada em colegiado nesta quarta, e o magistrado perdeu por 2 votos a 1.

Athié releu a decisão tomada anteriormente e reforçou que avalia não haver contemporaneidade dos fatos que justifique as prisões preventivas.

A Turma decidiu, ainda, pela manutenção do habeas corpus concedido a Moreira Franco e pela retomada da prisão do coronel Lima.

Abel Gomes, presidente da Turma, negou o habeas corpus para Temer e para o coronel Lima e autorizou para Moreira Franco. Ele entendeu que as razões para as prisões preventivas dos dois primeiros foram bem fundamentadas.O juiz federal Paulo Espírito Santo também votou pela retomada da prisão de Temer e do coronel Lima. Ele foi o único dos três juízes que votou contra a concessão de habeas corpus a Moreira Franco.(FolhaPress)

Diáriodopoder

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
9maio/190

Ibaneis demite o diretor do Detran-DF e nomeia Alírio Neto em seu lugar

Alírio Neto, novo diretor do Detran-DF, foi deputado e delegado da Polícia Civil.

Fabrício se envolveu em noticiário negativo, na semana passada, quando vazou gravação de uma conversa de seu irmão Felipe pressionando um funcionário do órgão a mudar um parecer sobre uma licitação.

Ibaneis demitiu Fabrício ao perceber que sua condição de funcionário de carreira, como agente de trânsito, muitas vezes fez parecer uma atitude corporativista.

O novo governo “herdou” uma licitação do governo anterior para manutenção de semáforos, no valor anula de R$7 milhões (ou R$35 milhões ao final de cinco anos do prazo contratual), mas Fabrício decidiu cancelar o certame e iniciar processo de elaboração de uma nova licitação, mais ampla, destinada a renovar os semáforos e adotar tecnologias modernas de monitoramento e manutenção. Neste caso, a estimativa é que o valor do contrato pode chegar ao triplo do valor da concorrência suspensa.

 

 

Diáriodopoder

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
9maio/190

GDF Começa A Implementar Escolas Interculturais Bilíngues

Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Assinatura de memorando de entendimento com a Embaixada da França levará o idioma ao Centro Educacional do Lago Norte (CEDLAN). O processo será gradativo e concluído em três anos

JÉSSICA ANTUNES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA *

O Governo do Distrito Federal deu o primeiro passo para implementação de escolas interculturais bilíngues. O projeto começará pelo Centro Educacional do Lago Norte (CEDLAN), colégio de ensino médio em tempo integral. Ali, onde mais de 90% dos alunos são do Varjão, Itapoã e Paranoá, o francês fará parte do currículo regular. Isso integra a Bandeira Excelência para Todos, do Educa DF, plano estratégico para a educação na capital. A previsão é que o processo seja concluído gradativamente ao longo de três anos.

O memorando de entendimento para a implantação da primeira escola intercultural bilíngue rede pública da capital foi assinado nesta quarta-feira (8), no Palácio do Buriti. O ato contou com a presença do governador Ibaneis Rocha, do secretário de Educação, Rafael Parente, do Secretário de Relações Internacionais do DF, embaixador Pedro Luiz Rodrigues, além do embaixador da França, Michel Miraillet. O projeto faz parte da estratégia de fortalecimento do ensino médio e tem a intenção de incentivar os alunos a permanecerem na escola até o fim do ciclo básico. Assim, eles saem melhor preparados.

É uma alegria assinar esse acordo, ainda mais em um momento em que a educação está tão desvalorizada em virtude do alto índice de desempregoIbaneis Rocha, governador do DF

“É uma alegria assinar esse acordo, ainda mais em um momento em que a educação está tão desvalorizada em virtude do alto índice de desemprego”, afirmou o governador Ibaneis Rocha. O chefe do Executivo espera que bons resultados possam ser expandidos, alcançando todas as 14 coordenações regionais da capital. “Sempre achei que os governos não souberam aproveitar da melhor maneira a presença de tantos organismos internacionais em Brasília.”

“Quero dizer o quanto apreciei seu engajamento pessoal nesse projeto. Não é fácil para um governador fazer uma mudança tão diferente do habitual. É necessário decisão e dedicação para assumir essas opções diferentes”, disse o embaixador Michael Miraillet, direcionado ao governador. Para ele, este é o primeiro passo para um estreitamento entre Brasil e França. “Acredito que a Embaixada vai se dedicar tanto que estou confiante de que alunos de Brasília farão fila para disputar lugar nesta escola selecionada”.

Meta de parcerias

Rafael Parente, secretário de Educação, revela que a meta é fechar acordos com dez embaixadas até o fim do ano, para que abranjam todas as regionais. Até o momento, há diálogo com seis organismos. Em primeiro momento, as escolas em potencial serão identificadas a partir do perfil de ensino médio e com modalidade integral. A seleção, porém, passa pelo crivo da direção e comunidade escolar. Todo o projeto é patrocinado pelas embaixadas, então não há custos extras para o GDF. “Estamos criando uma metodologia piloto para que possamos ampliar com segurança no ano que vem. A intenção é que o projeto não cause pressões desnecessárias para docentes e discentes.”

10é a meta de acordos com embaixadas até o fim do ano

O Centro de Ensino Médio 03 de Taguatinga será a próxima unidade a receber o projeto, com alvo na língua espanhola. O memorando de entendimento com a Embaixada da Espanha está em fase final de redação. A implantação total do projeto, em cada escola que fizer parte, será executada em etapas concluídas três anos após o início. A articulação com as embaixadas para a realização das parcerias teve a participação da Secretaria Extraordinária de Relações Internacionais. O currículo da Secretaria de Educação não é modificado e o inglês continuará obrigatório.

Alunos em vulnerabilidade

Segundo a Secretaria de Educação, a escolha do CEDLAN para se transformar no primeiro colégio bilíngue da capital por meio do projeto não é por acaso. A pasta esclarece que o CEDLAN é uma das unidades que apresenta maiores problemas de abandono, repetência e distorção idade-série, além de baixas notas nas avaliações institucionais. A unidade atende 360 alunos de ensino médio no diurno, que farão parte do projeto, além de outros 94 no noturno e 151 na educação de jovens e adultos (EJA).

Foto: Mary Leal / Secretaria de Educação

Ali, quase todos os estudantes vivem em comunidades vulneráveis. São 85% do Varjão e os demais principalmente do Itapoã e do Paranoá. A renda familiar média é inferior a dois salários mínimos e a maioria não recebe auxílio de programas sociais. Em situação de risco social, há realidades de violência familiar, bullying e uso de drogas.

Vice-diretora do colégio, Isabella Barbosa Araújo conta que o projeto foi recebido com ânimo pela comunidade escolar. “Quando falamos da proposta, acharam muito legal. Vai ser um diferencial e uma oportunidade para eles que perpetuará pela vida.”

Implementação gradativa

O acordo, assinado agora, é o pontapé inicial para a implementação do novo idioma no colégio (veja calendário abaixo). A previsão é que, em 2021, o francês faça parte das disciplinas em horário regular e no contraturno, compreendendo metade do período letivo diário. Para isso, os professores do CEDLAN passarão por curso de formação realizado pela Aliança Francesa a partir de julho.

Professores de Francês da rede pública de ensino serão deslocados para ministrarem as aulas específicas. Aos demais será exigido apenas rudimentos, como prestar cumprimentos ou ver as horas. Gerente da Bandeira Escolas de Excelência e responsável pelo projeto das escolas bilíngues, David Nogueira defende que é preciso envolvimento na nova realidade bilíngue do colégio para que a imersão seja efetiva.

Aos alunos, o processo também começa em julho, quando eles começarão a frequentar as salas de vivências no início do segundo semestre. Trata-se de espaços que fogem do formalismo das salas de aula tradicionais, com objetos decorativos e sofás no lugar das carteiras. Aulas nesses locais acontecerão no contraturno três vezes por semana, com turmas de, no máximo, 20 estudantes, que começarão a ter contato com o idioma. Em agosto, começará a imersão, em português, na cultura e a história da França também no contraturno.

No primeiro semestre de 2020, acontecerá a primeira oficina de uma disciplina na língua alvo. No segundo semestre, começarão aulas em francês no turno regular. Na segunda metade do ano seguinte, 2021, todos os componentes ministrados no contraturno serão ofertados na língua estrangeira. Ao mesmo tempo, parte das disciplinas do turno regular adotará a língua.

“A aprendizagem de outros idiomas influencia vários outros aspectos. As pessoas bilíngues conseguem aprender mais facilmente qualquer outra coisa, as conexões cerebrais são mais complexas. A escola também ficará muito mais interessante para os alunos do ensino médio”, diz o titular da Secretaria de Educação.

Calendário de implementação

Maio de 2019:

  • Assinatura do Memorando de entendimento.

Junho de 2019:

  • Assinatura do Termo de Cooperação.

Julho de 2019:

  • Implementação da sala de vivência.
  • Início da formação dos professores.

Agosto de 2019:

  • Início do projeto sobre a cultura e a história da França, com aulas em português.

1º semestre de 2020:

  • Continuação da formação dos professores.
  • Início da primeira oficina de componente curricular, em francês, no contraturno.

2º semestre  de 2020:

  • Continuação da formação dos professores.
  • Início da segunda oficina de componente curricular, em francês, no contraturno.

1º semestre de 2021:

  • Continuação da formação dos professores.
  • Introdução de um componente curricular, em francês, no turno regular.

2º semestre de 2021:

  • Todos os componentes curriculares do contraturno ofertados em francês, para alunos do 2º e 3º anos.
  • Alguns componentes curriculares do turno regular ofertados em francês.

* COM INFORMAÇÕES DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
9maio/190

Brazlândia: Chefe do Parque de Serviço com a mão na massa

As determinações do administrador regional de Brazlândia, Jesiel Costa, parece que vem surtindo efeito no grupo de funcionários da administração da cidade. Nessa quinta- feira (9) o blogdogbu esteve acompanhando uma operação limpeza dentro da cidade e dessa vez o chefe do parque de serviço, Jair, não esperou e colocou a mão na massa.

Parabéns pela a iniciativa. E disso que a cidade precisa!

 

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
9maio/190

Trump põe o Brasil na área da Otan, mas falta concretizar apoio na OCDE

Mas não há motivos para desacreditar o combinado com Bolsonaro

Apesar da descrença de setores da oposição e da imprensa, não há motivos para desacreditar nos acertos de Trump com Bolsonaro.

Jornais dizem que os EUA “não cumpriram barganha” após não incluir o Brasil agora no acordo que põe a Argentina na OCDE. Errado.

A não-inclusão do Brasil no acordo dos EUA com a Argentina para a OCDE não inviabiliza o apoio americano no futuro. Falta materializar.

Diáriodopoder

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
9maio/190

Agora eleito, senador Izalci Lucas mantém comando do PSDB-DF

Parlamentar ocupava o posto de maneira precária, por meio de decisões da executiva nacional da legenda. Eleição foi realizada neste domingo

Daniel Ferreira/Metrópoles

DANIEL FERREIRA/METRÓPOLES

Após oito anos de instabilidade interna – que renderam dezenas de processos judiciais, intervenções da executiva nacional e barracos – o diretório do PSDB no Distrito Federal realizou eleições para a escolha do comando regional da legenda neste domingo (05/05/2019).

O resultado do pleito garantiu a permanência do senador Izalci Lucas na liderança da sigla no DF. O tucano ocupava o cargo de maneira precária, por meio de decisões da executiva nacional da legenda.

“Foram anos na base da intervenção. Agora, conseguimos realizar eleições. É um passo importante para o fortalecimento do partido, unindo os filiados e evitando interferências do comando nacional”, comemorou Izalci.

O posto de vice-presidente do PSDB-DF ficou com o deputado distrital Daniel Donizet – eleito pelo PRP, o estreante migrou para o PSL, do presidente Jair Bolsonaro, mas deixou a legenda logo depois, em abril, e ingressou no PSDB.

Sérgio Izalci, filho do presidente do PSDB-DF, será o secretário-geral do diretório distrital dos tucanos.

 

Metrópoles

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
9maio/190

Guedes deixa comissão da Previdência após 8 horas: “Escutei equívocos”

Próxima audiência pública no colegiado será sobre orçamento e financiamento previdenciário. Calendário vai até 29 de maio

Igo Estrela/Metrópoles

Guedes fez uma apelo pela colaboração dos parlamentares para que haja conscientização sobre o tema e disse que a equipe do governo está à disposição para esclarecer dúvidas. “Nós temos esse problema de comunicação. A oposição, aguerrida, sabe bater”, disse. “E o grupo que está chegando não sabe nem onde fica a agência de publicidade. Até o governo encontrar a verdade dele, o tempo está passando”, declarou.

Guedes perdeu a paciência no início da noite, quando respondeu a ataques de parlamentares da oposição referentes à Operação Greenfield, que investiga irregularidades em fundos de pensão do país.“Depois das 18h, a baixaria começa, né? É o padrão da Casa, ofensa. Já entendi o padrão”, declarou o economista, no momento.

Guedes citou exemplos usados por deputados que são contra a reforma da Previdência e rebateu, dizendo que alguns parlamentares não têm conhecimento das regras previstas na PEC que altera as normas para os brasileiros se aposentarem.“Várias coisas que eu ouvi aqui são equívocos contundentes”, afirmou.

O presidente da comissão, Marcelo Ramos (PR-AM), que chegou a intervir algumas vezes para acalmar os ânimos, elogiou a participação do ministro e do Secretário Especial da Previdência, Rogério Marinho.

Ex-parlamentar, Marinho defendeu o chefe: “Eu passei 12 anos nesta Casa e não me lembro de ter chamado um ministro de mentiroso. E essa foi a palavra que eu mais ouvi”.

“Eu acho que interessa à sociedade brasileira um debate de mérito, um debate de proposta. O que dissemos desde o início é absoluta verdade: aqueles que têm mais vão contribuir com mais”, esclareceu o secretário.

Calendário

Esta foi a primeira audiência pública dentro do cronograma do relator, Samuel Moreira (PSDB-SP). A próxima, nesta quinta-feira (09/05/2019), vai tratar sobre orçamento e financiamento previdenciário.

As audiências serão realizadas três vezes por semana, com temas que vão de apresentação geral da proposta até o regime de capitalização. A data prevista para o término das audiências é 29 de maio.

Confira a programação da comissão especial:

08/05/2019 – Apresentação da PEC, com a presença de Paulo Guedes
09/05/2019 – Orçamento e financiamento da Previdência
14/05/2019 – Regime Próprio de Previdência Social da União, estados e municípios
15/05/2019 – Regime Geral de Previdência
16/05/2019 – Categorias com regime diferenciado de Previdência
21/05/2019 – Aposentadoria da pessoa submetida a condições prejudiciais à saúde, da pessoa com deficiência e por invalidez
22/05/2019 – As mulheres na Previdência
23/05/2019 – Previdência para o trabalhador rural
28/05/2019 – Benefício de Prestação Continuada (BPC) e abono salarial
29/05/2019 – Regime de capitalização e avaliação atuarial

 

Metropoles

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
9maio/190

DF: Câmara conclui votação sobre Junta Comercial. Texto vai ao Senado

Casa votou projeto de lei de conversão da medida provisória, assinada em março, que passa ao GDF a responsabilidade pelo órgão

Daniel Ferreira/Metrópoles

O partido pretendia excluir o artigo sobre data de vigência da futura lei na data de sua publicação. Com o fim da análise dos destaques, o projeto de lei de conversão da MP, de autoria do senador Izalci Lucas (PSDB-DF), será enviado ao Senado.

Segundo o texto, a transferência ocorrerá automaticamente no dia 31 de dezembro de 2019. A data inicial prevista na MP era 1º de março de 2019.

O fim da gestão federalizada da Junta Comercial era uma reivindicação do setor empresarial do DF. A alegação do governo anterior é que a vinculação ao Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, incorporado ao Ministério da Economia, dificulta os processos de registros de empresa. (Com informações da Agência Câmara).

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
9maio/190

Vídeo: aos 64 anos, “Vovó do Tráfico” é presa pela quarta vez no DF

A mulher tem grande experiência na área e faz parte de uma família envolvida no crime. Ela foi detida. de novo, nessa quarta-feira (08/05)

Francisca foi conduzida à 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá). De acordo com os investigadores, a “Vovó do Tráfico” já foi detida pelo mesmo crime outras três vezes. Ela estava em prisão domiciliar.

Nas imagens divulgadas pela corporação, é possível ver o momento em que a idosa chega à delegacia. Com ela, os policiais encontraram duas pedras de crack e dinheiro de vendas anteriores. Ela não revelou o esconderijo do estoque de entorpecentes.

Os policiais alegam que a mulher tem grande experiência na área e faz parte de uma família envolvida no crime. Os dois filhos de Francisca estão presos por tráfico de drogas. Além disso, de acordo com a própria criminosa, os netos também têm envolvimento nos mesmos delitos.

Metropóles 

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn