4mar/190

DF: Conselhos de representação comunitária precisam ser reconhecidos

Dirigente Moacir Ruthes no conselho de saúde

As lideranças comunitárias do DF estão preocupados com a forma que o atual governo está tratando a legitimidade dos conselhos de representação comunitária.

A lei orgânica em um de seus parágrafos deixa claro a importância dos conselhos comunitários para a vida do DF.

Em Brazlândia, o principal dirigente do futebol e ex- presidente do Sociedade Sportiva Brazlândia, Moacir Ruthes, fez na reunião do conselho de saúde a defesa e pediu respeito aos Conselhos comunitários de Brasilia;" A lei orgânica dar legitimidade aos conselhos. Os conselhos de representação comunitária tem previsão na lei orgânica há 25 anos. Precisamos regulamenta-los e vamos travar essa luta e buscar através de um projeto de iniciativa popular a regulamentação ", salientou Moacir.

Na Asa Norte o morador Silvio Perpetuo, declarou que sem os conselhos de representação comunitária, o Plano Piloto teria virado uma terra sem lei;" Brasília reconhece o valor de um conselho de representação comunitária. O que falta são os gestores entenderem a necessidade da população e a importância dessas entidades para nosso dia á dia", declarou

 

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn