14nov/180

Belmonte promete abrir mão de cotas de passagem e gasolina na Câmara

Estreante na política, deputada federal eleita diz que Congresso custa muito caro e que bancará tais gastos com recursos próprios

Daniel Ferreira/Metrópoles

A deputada federal eleita Paula Belmonte (PPS) disse em entrevista ao Metrópoles, nesta terça-feira (13/11), que pretende abrir mão de benesses como cotas de passagem área, combustível e plano de saúde. Ela é uma das cinco mulheres escolhidas para representar o Distrito Federal na Câmara dos Deputados, na maior bancada feminina da história da capital da República.

“O Congresso custa R$ 28 milhões por mês. Hoje, o deputado tem de direito a ser ressarcido em 100% quando procura algum atendimento médico. Não quero. [Também não quero] passagem, nem gasolina. Vou pagar tudo do meu bolso”, destacou.

Estreante na política, Belmonte recebeu 46.069 votos nas eleições de 2018. Nascida em São Paulo (SP), ela veio para Brasília com apenas 3 anos. A empresária — que já chegou a vender brigadeiro — é uma das candidatas que conseguiram se eleger na primeira disputa a uma vaga na Câmara Federal.

Assista à íntegra da entrevista:

 

Segundo a empresária e futura política, o mandato dela será voltado para a criação de empregos e ações em prol de crianças e adolescentes carentes do DF. “Sei que um político, ainda mais na Câmara dos Deputados, tem de ser multifuncional, mas quero orbitar sempre nesse ciclo do empreendedorismo, esporte e cultura. E, além disso, fazer uma fiscalização sistemática do dinheiro que é nosso”, ressaltou.

Nesse campo, Belmonte diz que pretende trabalhar para a implementação da educação em tempo integral em todas as escolas públicas do DF. “Em sete anos, começamos a colher o resultado”, estimou.

Novata

A novata foi uma das apostas do senador Cristovam Buarque (PPS). O parlamentar adotou a estratégia de lançar nomes desconhecidos da política na tentativa de construir um novo palanque para as eleições. O senador, no entanto, não conseguiu votos suficientes para a reeleição.

A deputada federal eleita é casada com o advogado Luis Felipe Belmonte (PSDB), primeiro suplente do senador eleito pelo DF Izalci Lucas (PSDB). METROPÓLES.

 

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
14nov/180

Cuba não aceita condições de Bolsonaro e deixa o programa Mais Médicos

Programa Mais Médicos. Foto: RBS

O governo cubano anunciou nesta quarta (14) a saída do país do Programa Mais Médicos. De acordo com o Ministério da Saúde de Cuba, a retirada dos médicos decorre de declarações feitas pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, e por considerar as exigências do futuro governo como “inaceitáveis”.

Pelo Twitter, Bolsonaro disse ter condicionado a continuidade dos cubanos a “aplicação de teste de capacidade, salário integral aos profissionais cubanos” e a autorização para que os médicos possam trazer suas famílias para o Brasil.

Bolsonaro criticou a atual forma de pagamento dos salários com pequeno repasse aos médicos e “maior parte destinada à ditadura”. “Infelizmente, Cuba não aceitou”, finalizou.

O programa Mais Médicos foi criado em 2013 com o intuito de atrair médicos brasileiros e estrangeiros interessados em trabalhar nos locais definidos pelo governo, normalmente de pouco interesse dos profissionais.

Atualmente, o governo brasileiro paga R$ 11.520 mensais por cada médico. Todos os integrantes do programa recebem o valor total, mas os cubanos são pagos via Organização Pan Americana de Saúde (OPAS) e só recebem R$ 3 mil. Diáriodopoder.

 

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
14nov/180

Santa Maria: Assessora parlamentar nas disputas pelo o comando da cidade

A cidade de Santa Maria anda pegando fogo na briga pelo o comando da administração regional. Entre um dos nomes mais lembrados por parte da comunidade mais carente vem sendo o da assessora parlamentar da Câmara Legislativa, Vivian Nogueira, que esteve a frente da campanha de Ibaneis Rocha na condição de coordenadora.

Procurada pelo blogdogbu a pré- candidata á administradora preferiu contemporizar;" Estamos a disposição para contribuir com a gestão Ibaneis Rocha. Naturalmente que ele definirá o momento certo e a direção ideal", declarou Vivian Nogueira.

 

Redação

 

 

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
14nov/180

Brazlândia: Campanha de Ibaneis Rocha em Brazlândia foi totalmente paga e distrital da cidade tende a indicar o administrador

Coordenação de Ibaneis na cidade de Brazlândia foi remunerada e desejar o comando da administração seria um sonho impossível em 2019

Enquanto os bastidores alimentam inúmeros nomes para comandar a cidade de Brazlândia, outros preferem fazer as articulações usando cabos eleitorais fora de época para viabilizar o seu nome acreditando que escondido fica bem melhor.

Na verdade, o governador Ibaneis Rocha em momento algum tem colocado pessoas que foram remuneradas em sua campanha como possível ocupantes de cargos importantes em sua estrutura de governo.

Na avaliação de pessoas próximas ao governador, coordenadores remunerados ficarão para um segundo momento na formação do governo ;" Em Brazlândia, assim como nas demais cidades, todas as equipes de coordenação foi remunerada. Seria uma incoerência achar que pode virar administrador regional só porque esteve na campanha", salientou um aliado do governador ao blogdogbu.

 

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
14nov/180

Politica: candidato á administrador de Iolando Almeida estará entre os três na lista tríplice

candidatos á administrador regional de Brazlândia; Ronaldo Ivan, Hélio Amauruzan, Nilson Mariano, TCoronel Jesiel, Alessandro Ribeiro, Sgto Flávio Mendes e Rochinha da Madereira

Depois da falta de entendimento por parte dos presentes para a aprovação do estatuto e da construção de chapas para  definir a criação do conselho comunitário da cidade de Brazlândia. Os nomes dos postulantes á administrador  foram apresentados na noite tumultuada e chuvosa.

O distrital da região, Iolando Almeida, orientou o nome de sua preferência, TCoronel Jesiel Costa, que participasse do encontro. A proposta do parlamentar é emplacar o nome de Jesiel na lista tripice solicitada pelo o governador Ibaneis Rocha.

Os que se apresentaram com disposição de concorrer são;

  • Ronaldo Ivan - Policial aposentado federal
  • Helio Amauruzan - Servidor aposentado da saúde
  • Nilson Mariano - Servidor aposentado da saúde
  • TCoronel Jesiel - Servidor da segurança pública
  • Alessandro Ribeiro - Servidor da Educação
  • Sgto Flávio Mendes - Servidor da Segurança pública
  • Rochinha da Madeireira - Empresário da região
  • Edimar Pireneus - Não se fez presente mas confirmou que estará na disputa

 

fonte: REDAÇÃO

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
14nov/180

Brazlândia: Iolando tem crise de risos com a bagunça na criação do conselho comunitário na cidade

A bagunça foi geral; empurrões, xingamentos e até dedo em riste marcaram a criação do Conselho politico comunitário na noite dessa terça- feira (13) na cidade de Brazlândia. A proposta seria a criação de um conselho para debater os problemas da cidade e ao mesmo tempo participar de forma direta da escolha do próximo administrador regional da região. Com isso, fazendo um contraponto a vontade do parlamentar da cidade.

O distrital da região Iolando Almeida esteve acompanhando em tempo real o que acontecia no encontro através do facebook e de ligações de aliados de primeira hora presentes no auditório da administração regional. Ao ver o desespero de sua oposição e a falta de organização do evento o parlamentar entrou em crise de risos no seu confortável sofá de sala.

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
14nov/180

Politica: Enquete em Brazlândia foi fraudada para beneficiar uma pessoa

Uma enquete em Brazlândia mostrou que a politica de dar voz a comunidade pela as redes sociais começou mal. Na enquete para a escolha de um nome para a administração regional realizada nos últimos dias na região teve uma mudança assustadora dos números em frações de segundos.

O blogdogbu constatou através de um especialista que em menos de 30 segundos um dos concorrentes na enquete obteve 1882 votos a mais. Uma assustadora média de 63 votos por segundos;"  Na verdade, o operador do aplicativo fez mudança na origem do dispositivo que comanda a ordem cronológica da enquete ", declarou, Hagamenon Soares, especialista em TI.

 

fonte: Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn