21out/140

Politica: Renato Santana poderá ser o vice – governador com apelo popular

Ele poderá se transformar no primeiro vice - governador oriundo da periferia com capacidade maior do que muita gente gráuda que hoje desferem ataques a ele

RENATO SANTANA,VICE - GOVERNADOR NA CHAPA DE ROLLEMBERG/ DIVULGAÇÃO

RENATO SANTANA,VICE - GOVERNADOR NA CHAPA DE ROLLEMBERG/ DIVULGAÇÃO

Ele é Servidor Público, negro com orgulho, preparado e de família humilde.Os políticos viciados que hoje criticam a indicação do filho de Brazlândia, Renata Santana, ao cargo de vice - governador do DF na chapa do Senador Rodrigo Rollemberg,parecem que não entenderam que os tempos mudaram  e que para ser vice- governador não precisa necessariamente pertencer a grupos da elite de Brasilia. Basta ter trabalho para fazer a diferença e ser reconhecido.

A briga politica nos últimos dias pelo o comando do GDF traz para o centro das discussões o nome do candidato a vice- governador da chapa de Rodrigo Rollemberg. Afinal qual o verdadeiro motivo de questionar o nome de Renato Santana para o cargo de vice na chapa do PSB?

O servidor Renato Santana que já ocupou cargos como; Diretor de Cultura, Diretor de Administração Geral, Chefe de Gabinete, Administrador de Ceilândia e Secretario de Governo do DF já mostra por si só que experiencia não será  problema para um jovem da periferia se transformar no segundo homem mais influente e poderoso da capital da república;

" Ele tem humildade e trabalho pelo o DF. Será um vice - governador que representará de fato a massa da população de Brasilia", declarou, Maria Auxiliadora das Neves, moradora da Ceilândia.

O ex- governador e agora deputado federal eleito, Rogério Rosso, foi taxativo no momento da escolha de seu aliado para o cargo de vice na chapa do PSB;" Vamos sim valorizar e homenagear Ceilândia e todas as cidades do DF com a indicação do Renato.Nascido em Brazlândia e morador de Ceilândia a mais de 20 anos, vamos sim, criar oportunidades para todos e com a participação de todos, independentemente de raça, cor, sexo, posição social e local de moradia", Declarou Rosso.

fonte: Redação

21out/140

VERITÁ: AÉCIO ABRE 6,4 PONTOS DE VANTAGEM SOBRE DILMA

Tucano abre 6,4 pontos percentuais de vantagem sobre a petista.

Tucano abre 6,4 pontos percentuais de vantagem sobre a petista

Por: 

O instituto Veritá divulgou no começo da tarde de hoje (21) a primeira pesquisa de intenção de votos para presidente realizada pelo instituto no segundo turno. De acordo com os dados apurados, o senador mineiro Aécio Neves (PSDB) aparece em vantagem sobre a presidenta Dilma Rousseff (PT).

Considerando apenas os votos válidos, Aécio aparece com 53,2% contra 46,8% de Dilma. Nos votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.

Nos votos totais, o tucano continua em vantagem. Aécio aparece com 47%, Dilma tem 41,4%. Não sabem/Não responderam somam 7,8%, brancos/nulos, 3,7%.

De acordo com o instituto, a rejeição da petista é maior que a do tucano. Dilma é rejeitada por 46,1%, enquanto 39,1% rejeitam Aécio.

O instituto ouviu 7.700 eleitores em 213 cidades de todos os Estados brasileiros entre os dias 17 e 20 de outubro. A margem de erro é de 1,4 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi encomendada pelo jornal Hoje em Dia e foi registrada com o número 01144/2014 no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

fonte: Diário do Poder

21out/140

Politica: Frejat e Dilma viram companheiros

foto: blogdoodir

foto: blogdoodir

A briga pelo o comando do GDF vem sendo a mais acirrado nos últimos anos. Com a decisão de Rollemberg aderir ao nome de Aécio Neves como o seu preferido ao Palácio do Planalto. O grupo de correligionários de Jofran Frejat decidiram dar o troco.

Nas redes sociais já se pode ver o resultado dessas movimentações dos aliados de Frejat. O material já está em circulação e a união de Frejat e Dilma vem fazendo sucesso no Facebook. Coisas da politica!

 fonte: Redação

21out/140

Agnelo Queiroz: “Vou votar nulo”

‘Vamos ver o futuro repetir o passado’

"Nenhum dos dois merece a minha confiança. Nenhum dos dois tem condições de governar a cidade" Agnelo Queiroz, governador do DF

 Agnelo Queiroz (PT) perdeu a eleição, mas obteve 307,5 mil votos. Com 20% do eleitorado a seu favor, o atual governador teria condições de ajudar a eleger um dos concorrentes, apesar do desgaste de ter ficado fora do segundo turno. O petista, no entanto, defende o voto nulo. Afirma que ninguém na competição merece crédito. “Nenhum dos dois merece a minha confiança. Nenhum dos dois tem condições de governar a cidade”, sustenta. 

Qual é a sua leitura sobre os debates em que os dois candidatos do segundo turno se atacam mutuamente por terem participado do seu governo?

O que vejo é uma atitude covarde baseada em mentiras. Ver umas pessoas como essas, que nunca fizeram nada pela cidade, anunciando que farão o que eu já comecei, é um absurdo, um debate eleitoreiro. Estão menosprezando a inteligência da população.

Incomoda?

Não. É apenas o desespero do segundo turno. Quero ver quem vai ter a ousadia maior para o estelionato eleitoral mais impactante. Quero ver quem consegue enganar mais. Estou com pena da nossa cidade. Nenhum deles tem condição de cumprir nem 10% das promessas de campanha.

O senhor vai votar em quem?

Nulo. Nenhum dos dois merece a minha confiança. Nenhum dos dois tem condições de governar a cidade. Ficam decorando um papelzinho e dizem, como uma receita de bolo, que vão fazer isso ou aquilo. Eles nunca se debruçaram sobre essa realidade. Tenho certeza de que não perdi a eleição pelo julgamento que fizeram a meu governo, mas pelo clima eleitoral, pelo desgaste de todos os governos.

Que propostas são impossíveis de cumprir?

Tem um que fala que é médico e diz que não tem médico. Não viu como a turma dele deixou a saúde? São aqueles que querem voltar. Fica criticando quem melhorou a saúde, contratou servidores da área que não havia antes. Puro discurso de campanha.

Para quem vão migrar os seus 307,5 mil votos?

A grande maioria vai votar nulo. Nenhum candidato merece o voto dos meus eleitores.

O PT ressentiu-se muito pela declaração de voto de Rodrigo Rollemberg a Aécio neves?

Isso só mostra a real “nova política” dele muito antes de começar um governo. Eu dizia na campanha: ‘Vamos ver o futuro repetir o passado’. E já está acontecendo. A nova política dele é o PSDB, que tem um passado horroroso no Distrito Federal.

 Está assistindo aos debates?

Não tenho visto. Vejo depois pelo jornal. Não consigo acompanhar. Não tenho paciência. São as mesmas respostas decoradas. Minha preocupação, agora, é concluir o governo e entregar uma cidade melhor do que recebi. Tenho certeza de que conseguimos evoluir em todas as áreas. E vou fazer uma transição civilizada, qualquer que seja o novo governador.

Fonte: Correio Braziliense. Por ANA MARIA CAMPOS
21out/140

Deputado Cristiano volta às cidades para agradecer a população

 foto:Edson Leal

foto:Edson Leal

Após ser reeleito como deputado distrital pela terceira vez, o jovem, mas experiente parlamentar Cristiano Araújo (PTB) inicia nessa semana, uma visita a todas as cidades em que ele esteve durante a campanha eleitoral. O primeiro local será Recanto das Emas, nesta segunda-feira. Amanhã, Samambaia. Na quarta-feira, Planaltina recebe o deputado. Na quinta-feira, ele irá ao Gama e, na sexta, a Taguatinga.

Para o parlamentar, este é o momento de agradecer a confiança das pessoas que acreditaram em seus projetos e ouvir os anseios da população. “Vivemos um momento de muita desconfiança e essas eleições foram atípicas, muitos estavam desanimados. Quero abraçar cada um que confiou no meu trabalho nos últimos oito anos e construir junto às essas cidades, um plano de ações para os próximos quatro anos. O papel do deputado distrital é como de um vereador: ouvir os questionamentos da população e levá-los ao governador para que sejam solucionados”, afirma.

Em seu terceiro mandato, Cristiano espera implantar uma política de escolas técnicas por todo o Distrito Federal, investir no esporte dentro das escolas para a juventude, seguir a luta por convocação de novos servidores públicos e reestruturação de carreiras das categorias e lutar ativamente por uma gestão eficiente na saúde pública.

Veja a agenda do deputado Cristiano Araújo:

20/10 – Recanto das Emas, a partir das 20h

21/10 – Samambaia, partir das 20h

22/10 – Planaltina, partir das 20h

23/10 – Gama, partir das 20h

24/10 – Taguatinga, partir das 20h

Foto: Edson Leal

fonte: Blogdodonnysilva

20out/140

PTN-DF declara apoio a Rollemberg

PTN:Rollemberg

Neste sábado, 18/10, Rodrigo Delmasso reuniu a militância do PTN e convidados para declarar o apoio do partido ao, atualmente senador e candidato ao governo do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.

Em discurso, Delmasso falou da importância de uma transformação na política do DF e apresentou Rollemberg como um representante dessa mudança. “O Rollemberg representa a verdadeira mudança na nossa cidade, não podemos deixar que a velha política assuma novamente, pois vamos lutar para juntos mudarmos Brasília”, disse.

Na reunião estavam presentes mais de 600 pessoas. O deputado distrital, Evandro Garla; federal, Vitor paulo; distritais eleitos, Júlio César e Sandra Faraj, e o presidente do PSB regional, Marcos Dantas também falaram em apoio a Rollemberg.

fonte: Redação

18out/140

Politica: Frejat vem a Brazlândia e Distrital Juarezão desaparece

Nem a promessa da tarifa Frejat de R$ 1,00 sensibiliza Distrital Juarezão que prefere ficar neutro no segundo turno

Arruda declara apoio a Juarezão acreditando na parceria

Arruda declara apoio a Juarezão acreditando na parceria

A briga pela a cadeira de governador do DF está pegando fogo. Dentro da cidade de Brazlândia o distrital eleito na região, Juarezão, parece que não quer entrar em discordância com os candidatos ao comando da capital da república.

Na tarde de ontem o candidato Jofran Frejat esteve na cidade do distrital realizando carreata, caminhada e até reuniões. Entre os participantes do evento muitos estranharam a ausência do distrital da cidade; " Nós esperávamos que o Deputado Juarezão viesse nos prestigiar. O Arruda pediu apoio pra ele e disse que era o candidato á distrital dele no primeiro turno." - declarou um dos organizadores do evento.

No primeiro turno o distrital eleito esteve ajudando o candidato do PR, Jofran Frejat. Mas no segundo turno o mais novo parlamentar deu um chá de sumiço e em momento algum declarou a manutenção de seu apoio ao ex- secretário de Saúde Frejat. Coisas da politica!

fonte: Redação

18out/140

No ponto mais baixo da campanha, Lula comanda show de baixarias em Minas

Ex-presidente insinua que Aécio bate em mulheres. E credita ao tucano a tática de 'partir para cima agredindo'. Comício teve menção ao uso de drogas

Luiz Inácio Lula da Silva participa de comício com Fernando Pimentel (PT),governador eleito do estado de Minas Gerais em primeiro turno, na praça Duque de Caxias, Belo Horizonte (MG)

Luiz Inácio Lula da Silva participa de comício com Fernando Pimentel (PT),governador eleito do estado de Minas Gerais em primeiro turno, na praça Duque de Caxias, Belo Horizonte (MG) (Alex Douglas/O Tempo/Folhapress)

Gabriel Castro, de Belo Horizonte

Em um comício realizado em Belo Horizonte neste sábado - sem a presença de Dilma Rousseff -, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ultrapassou os limites da inconsequência e comandou um show de baixarias e ofensas desmedidas contra Aécio Neves. Foi o ponto mais baixo da campanha até aqui. E não apenas desta campanha: desde 1989 o Brasil não assistia a um festival de ataques como os que o PT hoje protagoniza em uma campanha. Lula não apenas se utiliza das mesmas armas de que foi alvo na campanha contra Collor, como vai ainda mais longe. No comício, o ex-presidente citou o nome de Aécio muito mais que o de Dilma, que se tornou personagem secundário dos discursos. A ordem era atacar, sem tréguas.

Em um discurso precedido por insultos pessoais ao tucano, Lula disse que Aécio usa violência contra as mulheres, por "experiência de vida", e a tática de "partir para cima agredindo". Ao comentar a estratégia do tucano contra Dilma Rousseff, o ex-presidente insinuou que Aécio costuma bater em mulheres. "A tática dele é a seguinte: vou partir para a agressão. Meu negócio com mulher é partir para cima agredindo", afirmou Lula. O ex-presidente também classificou Aécio de "filhinho de papai" e "vingativo". E o comparou a Fernando Collor. O mesmo Fernando Collor que hoje divide palanques com Dilma, como há uma semana, em Alagoas. Lula ainda voltou a mencionar o episódio em que o adversário deixou de soprar o bafômetro em uma bliz no Rio de Janeiro.

O ato deste sábado deixou claro que a tática do PT na reta final da campanha, após o revés de Dilma Rousseff no debate do SBT, na quinta-feira, será a de expor a presidente Dilma como uma vítima das "grosserias" de Aécio. Foi o que fez Lula neste sábado. "O comportamento dele não é o comportamento de um candidato (...) . É o comportamento de um filhinho de papai que sempre acha que os outros têm de fazer tudo para ele, que olha com nariz empinado. Eu não sei se ele teria coragem de ser tão grosseiro se o adversário dele fosse um homem", disse o presidente.

O ex-presidente comparou Aécio a Fernando Collor porque, segundo ele, a eleição do ex-presidente (aliado do PT) foi fruto da pressão da mídia e de um falso discurso do "novo". "Em 1989, com medo de mim, com medo do Ulysses, do Brizola, com medo do Mário Covas, muitas vezes instigado pela imprensa, este país escolheu o Collor como presidente da República dizendo que era o novo. E vocês sabem o que aconteceu neste país."

Lula também disse que Aécio age como Carlos Lacerda, o estridente líder da oposição a Getúlio Vargas, ao mencionar o "mar de lama" para "esconder o próprio rabo". O petista afirmou que, quando governou Minas Gerais, o tucano perseguiu professores de forma mais intensa do que a ditadura. "Não conheço, em nenhum momento da história, nem no regime militar, um momento em que os professores foram tão perseguidos como foram em Minas Gerais", afirmou Lula. No vale-tudo, Lula tentou até subverter o tempo: indagou o que Aécio fazia quando Dilma foi presa por enfrentar a ditadura - ignorando que, na época, o tucano tinha apenas dez anos de idade.

Inacreditavelmente, Lula tentou definir o adversário com uma frase que resume de forma precisa a tática do PT: "É muito grave, porque as pessoas se acham no direito de desrespeitar os outros com muita facilidade e depois ir para a imprensa se passar de vítima. Não é possível."

Mais ataques - Mais cedo, antes de Lula entrar no palanque, o mestre de cerimônias do comício leu uma carta de uma psicóloga petista que atribui a Aécio a prática de espancar mulheres e de uso de drogas, além de classificá-lo como "ser desprezível", "cafajeste" e "playboy mimado". Ela afirma que o tucano tem um "transtorno mental".

Depois, o rapper Flávio Renegado, que discursou já na presença de Lula, do governador eleito Fernando Pimentel e de parlamentares petistas, disse que Aécio costumava fazer festinhas regadas a "pó royal", uma gíria para cocaína. Durante o discurso de Lula, grande parte da militância presente emplacou um grito de "Aécio cheirador", sob a complacência de Lula - o mesmo que, minutos antes, se orgulhara de nunca ter agido de forma desrespeitosa em nenhuma das campanhas eleitorais das quais participou.Informações: Diário do Poder

18out/140

Agnelo não vai apoiar Frejat nem Rollemberg

agnelo e Chico

O Partido dos Trabalhadores aprovou por unanimidade fazer oposição a qualquer um dos candidatos que vencer a disputa ao Buriti.

Líder do PT na Câmara Legislativa, deputado distrital Chico Vigilante desmente a boataria política de que o governador Agnelo Queiroz (PT) poderia apoiar o candidato do PSB ao GDF, Rodrigo Rollemberg, ou que existiria um acordo para que o candidato do PR, Jofran Frejat cedesse seu palanque para a presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT).

Um dos políticos mais próximos e fiéis do governador Agnelo, Vigilante afirma que o será oposição ao próximo governo, seja quem for o vencedor. “Nenhum dos projetos que está aí nos representa, nem o PR com o Jofran Frejat, muito menos o Rollemberg com o PSB”.

O parlamentar faz ainda dura crítica a Rollemberg, principalmente pelo apoio declarado ao candidato a Presidência da República, Aécio Neves, principal adversário do PT.

fonte: blogdocallado

18out/140

PREFEITURA CONFIRMA QUE IRMÃO DE DILMA FOI ASSESSOR EM BH

IRMÃO DE DILMA FOI NOMEADO ASSESSOR DE PIMENTEL E DE SECRETARIA EM BH 

Igor Rousseff

Igor Rousseff (dir.) foi nomeado a dois cargos em comissão em Belo Horizonte

A prefeitura de Belo Horizonte confirmou nesta sexta-feira que o irmão da presidente Dilma Rousseff (PT) Igor Rousseff trabalhou na administração municipal, mas não quis comentar a assiduidade dele enquanto exercia os cargos. A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da prefeitura desde ontem à tarde, logo após o presidenciável Aécio Neves (PSDB) citar, no debate promovido pelo SBT/UOL/Jovem Pan, que o irmão de Dilma teria sido contratado pelo correligionário da presidente e governador eleito de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), na sua gestão na prefeitura, onde teria recebido salário sem trabalhar, dando a entender que ele seria um “funcionário-fantasma”, como é mencionado pelo site do tucano.

Conforme dados da prefeitura, enviada por meio de sua assessoria de comunicação e adiantada pelo Broadcast Político ontem, Igor foi nomeado para cargo em comissão de assessor especial do gabinete do então prefeito Pimentel, no dia 20 de setembro de 2003. No dia 30 de dezembro de 2004, o Diário Oficial do Município publicou sua dispensa do cargo a partir de 1º de janeiro de 2005. Exerceu essa atividade, portanto, por um ano e três meses.

Ainda conforme a prefeitura, em 1º de março de 2005, o irmão de Dilma assumiu o cargo de assessor especial da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Informação. A publicação foi feita no Diário Oficial do Município no dia 10 de março. E no dia 31 de dezembro de 2008, o Diário Oficial do Município publicou sua exoneração a partir do dia 1º de janeiro de 2009. Nessa atividade, Igor exerceu o posto por três anos e 10 meses. Questionado sobre a assiduidade de Igor enquanto esteve na prefeitura, a prefeitura informou que não iria se pronunciar sobre a questão.

Ontem mesmo, após a citação de Igor no debate, a campanha de Aécio colocou no ar em suas páginas na rede social cópias do Diário Oficial do Município que citavam a nomeação de Igor para os dois cargos. Por sua vez, nas páginas de Dilma Rousseff nas redes sociais foi publicado o link para uma reportagem do jornal O Globo, de 15 de janeiro de 2011, com um perfil de Igor. O texto mostra que o irmão da presidente trabalhou em hotelaria, no escritório do deputado federal Gabriel Guimarães (PT-MG), fazendo serviços de assessoria jurídica para pequenas empresas e na prefeitura de Belo Horizonte, na gestão de Pimentel. “No final do governo, foi exonerado juntamente com outras 160 pessoas”, diz a reportagem. Há ainda uma declaração do atual prefeito da capital, Marcio Lacerda (PSB), aliado de Aécio, de que alguns que foram exonerados foram recontratados e que Igor “nunca pediu para voltar”.

Já Pimentel enviou esclarecimento por nota e por um vídeo também postado nas redes sociais. “Igor Rousseff foi assessor especial do prefeito de Belo Horizonte em minha gestão. Eram seis cargos dessa natureza. Um deles foi ocupado por Igor, que é advogado e trabalhou com regularidade e eficiência no gabinete do prefeito e na Procuradoria do município”, disse o governador eleito nos materiais disponíveis. AE Informações: Diário do Poder.

18out/140

IstoÉ/Sensus: Aécio tem 56,4% dos votos válidos. Dilma chega a 43,6%

 Pesquisa ISTOÉ/Sensus realizada entre a terça-feira 14 e a sexta-feira 17 mostra a consolidação da liderança de Aécio Neves (PSDB) sobre a petista Dilma Rousseff no segundo turno da sucessão presidencial. De acordo com o levantamento, o tucano soma 56,4% dos votos válidos, contra 43,6% da presidenta. Uma diferença de 12,8 pontos percentuais, que representa cerca de 19,5 milhões de votos. Se fossem considerados os votos totais,

Aécio teria 49,7%; Dilma, 38,4%; e 12% dos eleitores ainda se manifestam indecisos ou dispostos a votar em branco. A pesquisa indica que nessa reta final da disputa os dois candidatos já são bastante conhecidos pelos eleitores. O índice de conhecimento de Dilma é de 94,4% e de Aécio, de 93,3%. “Com os candidatos mais conhecidos, a tendência é a de que o voto fique mais consolidado”, afirma Ricardo Guedes, diretor do Instituto Sensus.

O levantamento, que ouviu 2.000 eleitores de 24 Estados, revela também a liderança de Aécio Neves quando não é apresentado ao eleitor nenhum candidato. Trata-se da chamada resposta espontânea. Nesse quesito, o tucano foi citado por 48,7% dos entrevistados e a petista, que governa o País desde janeiro de 2011, por 37,8%.

abre.jpg

São Paulo (SP) No maior colégio eleitoral, o PSDB prepara uma vitória sem precedentes

Realizada em 136 municípios, a pesquisa ISTOÉ/Sensus também constatou que a campanha petista não conseguiu reduzir o índice de rejeição à candidata Dilma Rousseff. Quase metade do eleitorado, 45,4%, afirma que não admite votar na presidenta de maneira alguma. Com relação ao tucano, segundo o levantamento, a rejeição é de 29,9%.

“Isso significa que a margem de crescimento da candidata Dilma é menor do que a de Aécio”, avalia Guedes. Os números mostram, segundo a pesquisa, uma forte migração para o senador tucano dos votos que foram dados a Marina Silva (PSB) no primeiro turno. “Hoje estamos juntos em torno de um programa para mudar o Brasil”, disse Marina na sexta-feira 17, ao se encontrar com Aécio em evento público na zona oeste de São Paulo.

02.jpg

Contagem (MG) Petistas tentam evitar crescimento tucano na terra de Aécio

Desde 1989, quando o Brasil voltou a eleger diretamente o presidente da República, é a primeira vez que um candidato que terminou o primeiro turno em segundo lugar começa a última etapa da disputa na liderança. A pesquisa Istoé/Sensus divulgada no sábado 11 já apontava esse movimento, quando revelou que Aécio estava com 52,4% das intenções de voto. Na última semana, os levantamentos que são feitos diariamente pelo comando das duas campanhas também mostraram a liderança de Aécio. É com base nessas consultas que tanto o PT como o PSDB planejam a última semana de campanha. E tudo indica que o tom será cada vez mais quente. No PT há uma divisão. Um grupo sustenta que a campanha deve aumentar o tom dos ataques contra Aécio e outro avalia que a presidenta deva imprimir um ritmo mais propositivo à campanha. O mais provável, no entanto, é que a campanha de Dilma continue a jogar pesado contra o tucano. Segundo Humberto Costa, líder do PT no Senado, o partido vai insistir na tese de que é necessário “desconstruir a candidatura tucana”. “Não basta ficar defendendo nosso governo”, disse o senador na sexta-feira 17. Claro, trata-se de um indicativo de que a campanha de Dilma vai continuar usando a mesma tática. “Se deu certo contra Marina, deverá dar certo contra Aécio”, afirmou Costa. 03.jpg No QG dos tucanos, a ordem é não deixar nada sem resposta e continuar mostrando ao eleitor os inúmeros casos de corrupção que marcam as gestões petistas, particularmente os quatro anos do governo de Dilma. “Não podemos nos colocar como vítimas. O que precisamos é mostrar nossas propostas, mas em nenhum momento deixar de nos defender com veemência das armações feitas pelos adversários”, disse um dos coordenadores da campanha de Aécio Neves. “Marina tentou apenas fazer a campanha propositiva e acabou atropelada pela máquina de calúnias do PT.” Nessa última semana de campanha, Aécio vai intensificar a agenda em Minas e no Nordeste, principalmente na Bahia, em Pernambuco e no Ceará. Não está descartada a possibilidade de que os nomes de novos ministros venham a ser divulgados pelo candidato. Informações da revista IstoÉ.

05.jpg

UNIDADE Marina e Aécio se encontram em São Paulo na sexta-feira 17

04.jpg

Compartilhar

17out/140

Brazlândia: Na disputa pelo o comando da cidade

Eleovaldo Ferreira poderá voltar ao comando da cidade por indicação do Distrital Juarezão. E Célia do Hospital é o nome preferido de Frejat

Os nomes de Eleovaldo e Célia do Hospital vem sendo trabalhados em eventual vitória de Frejat

A briga pelo o comando do GDF está acirrada. Em Brazlândia novos capitulos na vida politica da região começam a serem escritos até mesmo antes de conhecermos o nome do futuro governador.

Vale lembra que a vitória de Rodrigo Rollemberg poderá trazer dúvidas quanto ao nome do futuro administrador da pacata Brazlândia. Tendo em vista que o lider nas pesquisas defende uma escolha democrática pela a comunidade e sem indicações politicas.

Mas caso o candidato do PR, Jofran Frejat saia vitorioso a tendência é que pelo menos dois nomes apareçam como franco favoritos.

Segundo os bastidores politico da cidade o nome a ser escolhido pelo o Deputado Distrital Juarezão deverá ser mesmo o de seu amigo particular e ex- administrador Eleovaldo Ferreira.

Caso a escolha fique por conta do próprio Frejat o nome favoritíssimo poderá ser o da ex- administradora do Hospital Regional de Brazlândia, Célia do Hospital. Lembrando que Elisio da área rural e Dr. Jalim podem ser os nomes preferidos de Rollemberg.

fonte: Redação

17out/140

Aécio recebe apoio de evangélicos e alerta de Feliciano

images (2)

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, recebeu nesta quarta-feira, 15. o apoio de cerca de 300 líderes evangélicos ao lado do deputado e também pastor Marco Feliciano (PSC) em um evento não divulgado pela campanha do tucano.

Feliciano, que foi reeleito e recebeu a terceira maior votação de São Paulo – quase 400 mil votos -, ganhou notoriedade por suas declarações contra grupos como homossexuais e negros, além de ter sido alvo de uma série de protestos quando passou pela presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, no ano passado.

O ato ocorreu em um espaço para eventos localizado no centro de São Paulo. O deputado Pastor Everaldo, que disputou a Presidência no 1.º turno pelo PSC, foi o mestre de cerimônia do evento. “Ninguém tratou de assuntos como aborto e casamento gay porque essas são pautas do Congresso”, disse Everaldo ao jornal O Estado de S. Paulo.

Recomendações

Feliciano fez um alerta a Aécio durante a sua fala no encontro com os evangélicos. O deputado recomendou que o tucano se prepare para “enfrentar a fúria dos movimentos sociais” aliados ao PT. “Disse a Aécio que ele vai enfrentar a fúria dos movimentos sindicais que são extremamente radicais. O PT vai usar todos os movimento sindicais possíveis para fazer a vida dele ficar um pouco mais complicada”, afirmou o deputado.

Ele disse que tem conhecimento de causa. Segundo Feliciano, parlamentares como ele e Jair Bolsonaro (PP-RJ) são “hostilizados, humilhados e xingados” por fazerem mais oposição ao governo federal.....

17out/140

DF: Governador corta pastas e diz que mantém ritmo até fim do mandato

1,2 mil cargos comissionados devem ser fechados, segundo o GDF

Ele se reuniu com secretários e pediu relatórios até o dia 31 de outubro

O governador Agnelo Queiroz se reuniu na manhã desta sexta-feira (17) com todos os secretários e pediu que eles enviem um relatório sobre as respectivas gestões até 31 de outubro à Casa Civil. Foi a segunda aparição do chefe do Executivo local após o primeiro turno das eleições deste ano. Ele, que tentava a reeleição, ficou em terceiro lugar no número de votos válidos e está fora da disputa. 

Agnelo também anunciou a extinção de secretarias, como a da Defesa Civil e de Assuntos Estratégicos. O governador não descartou o corte de outras pastas e estimou que 1,2 mil cargos comissionados sejam cortados. O Diário Oficial do DF desta sexta trouxe, por exemplo, o decreto que põe fim à Secretaria de Comunicação Social. 

O governador também disse que, entre as principais inaugurações previstas para até o fim de 2014, estão 17 creches, moradias do Programa Morar Bem e Unidades de Pronto Atendimento em Ceilândia e no Gama. Além disso, serão entregues projetos como o do aterro sanitário, do centro de triagem e de gestão integrada de segurança, que começou a ser implantado durante a Copa do Mundo. 

O vice-governador, Tadeu Fillippeli, disse que as obras que não puderem ser entregues não serão iniciadas. "A meta é economizar. Vamos dar ênfase na economia", explicou.

Durante o encontro, que ocorreu na residência oficial, em Águas Claras, Agnelo disse que vai manter o mesmo ritmo de trabalho até o final do ano. O mandato dele acaba em 31 de dezembro. 

Derrota nas urnas

Logo após o resultado do primeiro turno, o governador afirmou reconhecer o "resultado soberano" que o deixou de fora da disputa pela reeleição no cargo, mas se disse "absolutamente tranquilo" em relação ao trabalho que exerceu nos últimos quatro anos como chefe do Executivo local.

"Se a nossa população fez a opção por um projeto diferente do que estamos implantando no Distrito Federal, isso deve ser plenamente respeitado", disse. "Esse governo sofreu toda ordem de perseguição do primeiro dia até hoje."

Os candidatos Jofran Frejat (PR) e Rodrigo Rollemberg (PSB) passaram para a disputa do segundo turno, no dia 26 de outubro.

 

Fonte: Portal G1 DF

17out/140

Celina chama governistas de hipócritas

celinabrava

Oposicionista desde o início do atual governo, a distrital Celina Leão não gostou nada, mas nadinha mesmo, de ouvir deputados da base de apoio do Buriti defendendo a autonomia da Câmara Legislativa.

Disse que, durante toda a atual legislatura, foram esses deputados que mantiveram o Legislativo atrelado aos interesses do Executivo.

Deu até exemplos: foram eles que rejeitaram proposta de Eliana Pedrosa para que a alocação de recursos se fizesse pelos distritais e que deram “cheque em branco” para a construção do Mané Garrincha. Falarem agora em autonomia da Câmara, para ela, é “hipocrisia”.

 

 

Fonte: Eduardo Brito/Do Alto da Torre/Jornal de Brasília